Archive for Março 1st, 2018

Temer oferece a governadores empréstimo de R$ 42 bilhões para investimento em segurança pública

Do G1Globo

O presidente Michel Temer anunciou nesta quinta-feira (1º) em reunião com governadores no Palácio do Planalto uma linha de financiamento de R$ 42 bilhões – a maior parte oferecida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) – para investimentos em segurança pública, como reequipamento das polícias estaduais.

Temer fez a afirmação em reunião no Palácio do Planalto convocada com o objetivo de discutir soluções para a crise de segurança pública. “Podemos ajudar a financiar os estados para um reequipamento das polícias locais, das polícias estaduais”, disse o presidente na abertura da reunião. A fala de abertura de Temer teve transmissão pela TV, mas depois o encontro seguiu a portas fechadas.

O presidente Michel Temer ao lado dos presidentes da Câmara, do Senado e da presidente do Supremo Tribunal Federal, durante reunião com governadores sobre segurança pública (Foto: Beto Barata/ Presidência da República)
O presidente Michel Temer ao lado dos presidentes da Câmara, do Senado e da presidente do Supremo Tribunal Federal, durante reunião com governadores sobre segurança pública (Foto: Beto Barata/ Presidência da República)

Além de governadores, o encontro reuniu os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, participaram da reunião 16 governadores e 7 vice-governadores, além do interventor na área de segurança no Rio, general Walter Braga Netto, de dez ministros e do presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro.

De acordo com o blog do jornalista Valdo Cruz, colunista do G1, a linha de financiamento do BNDES estará disponível por cinco anos e não exigirá aval do Tesouro Nacional. Outros tipos de garantias serão fixados. Os financiamentos não poderão ser destinados a pagamento de pessoal, por exemplo – somente a investimentos como criação de sistemas de inteligência e programas de reequipamento das polícias, incluindo compra de armamento. O prazo para pagamento da dívida do financiamento será de oito anos, com dois anos de carência.

“Eles colocaram para os próximos cinco anos a disponibilização de R$ 42 bilhões, sendo que, para o ano de 2018, seriam disponibilizados empréstimos no valor de R$ 5 bilhões”, afirmou o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Para Perillo, a manutenção dos presídios é a grande preocupação dos governadores. “A grande ênfase nossa é a preocupação com o custeio”, disse.

 Na reunião, foi feita uma apresentação aos governadores com detalhes do programa de financiamento, batizado de Programa Nacional de Segurança Pública.

Entre os objetivos desse programa estão equipar, ainda em 2018, as forças de segurança e defesa e melhorar a coordenação nos estados. De 2019 a 2022, a intenção é aumentar os investimentos no sistema penitenciário, aprimorar a análise de informações e ampliar o patrulhamento de fronteiras.

O governo federal divulgou ainda um cronograma para os estados e municípios interessados em obter o empréstimo manifestarem interesse e apresentarem um planejamento de onde essa verba será aplicada. Pelo calendário, o início da implementação dos programas começaria em agosto.

Mineiro quer que Governo detalhe aplicação de recursos arrecadados em 2018

Crédito da Foto: Eduardo Maia

Em pronunciamento durante a sessão plenária desta quinta-feira (1º), na Assembleia Legislativa, o deputado Fernando Mineiro (PT) solicitou ao Executivo Estadual que apresente à Casa Legislativa uma prestação de contas da aplicação e distribuição dos recursos arrecadados pelo Estado nos meses de janeiro e fevereiro deste ano. Segundo o parlamentar, os valores somam, no período, R$ 1,7 bilhão, oriundo do Fundo de Participação dos Estados (FPE), ICMS e Fundo de Combate à Pobreza (FCP).

“Se somadas a arrecadação das duas fontes de recursos do Estado, para os dois primeiros meses de 2018, calcula-se um montante de R$ 1,7 bilhão, valor que ultrapassa razoavelmente a arrecadação em 2017 para o mesmo período. Mesmo diante desses números, o Governo continua atrasando o pagamento de servidores e fornecedores. O que justifica esse atraso?”, questionou Mineiro.

O deputado informou que irá expedir ofício, na próxima semana, requisitando a presença do secretário de Planejamento e Finanças do Estado para apresentar, na Assembleia Legislativa, uma prestação de contas da aplicação dos recursos. “É preciso uma explanação criteriosa, detalhando quanto foi gasto em cada pasta do Governo, até para podermos entender as razões dos atrasos nos pagamentos a servidores e fornecedores. Queremos ver e entender”, justificou o parlamentar.

Assembleia Legislativa homenageia centenário do ex-deputado Manoel Torres nesta sexta-feira

Sua liderança política, atuação e reconhecimento ultrapassaram as fronteiras do Seridó e, caso estivesse vivo, o ex-deputado estadual e ex-prefeito de Caicó, Manoel Torres, teria completado 100 anos em 2018. Para marcar o centenário, a Assembleia Legislativa irá promover nesta sexta-feira (2), às 9h, sessão solene em homenagem póstuma ao político. A iniciativa é do deputado Gustavo Carvalho (PSDB).

“Manoel Torres, o homem, o político, o empresário, o pai, o amigo. Um grande homem honrado, correto e íntegro, que dignificou a história de Caicó, do Seridó e do nosso Estado pela sua determinação e entrega às causas do povo. A homenagem a esse grande líder é justa e merecida pelos serviços prestados a Caicó e ao Seridó”, justifica Gustavo Carvalho.

Prefeito de Caicó por dois mandatos (1973-1977 e 1989-1992), vice-prefeito uma vez, deputado estadual em quatro legislaturas e suplente de senador, era respeitado até pelos adversários. Em Caicó as homenagens pelo centenário foram iniciadas na semana do seu nascimento, em 15 de fevereiro, com eventos promovidos pela prefeitura e câmara municipal.

O ex-deputado nasceu em 1918, no sítio Clemente, município de Timbaúba dos Batistas, quando o sítio ainda pertencia ao território de Caicó. Faleceu aos 93 anos e era filho do casal Paulino Batista Pereira Torres e Maria Marcolina de Oliveira Torres. Casou-se com Dona Oscarina, com quem viveu mais de 50 anos, construindo uma família com seis filhos, 13 netos e 18 bisnetos.

Como empresário, sua trajetória foi marcada por um comércio de automóveis e peças, através da conhecida Santorres Comércio S/A, e por ter sido fundador da Algadoeira Seridó Comércio e Indústria S/A – ALSECOSA, que chegou a ser uma das maiores empresas do mercado do algodão.

Na sua vida pública, Manoel Torres participou da Cruzada da Esperança em 1960, apoiando Aluízio Alves e Monsenhor Walfredo Gurgel.

Promessa de Robinson Faria caso seja reeleito é de pagar o salário dos funcionários em dia

Resultado de imagem para Robinson Faria
Foto: da Internet

O governador Robinson Faria do PSD tem dito que não desiste da reeleição, pelo menos que não renuncia. Ele prometeu na campanha de 2014 ser o governador da segurança; mas invés de conseguir ao menos manter os indicadores da violência, seu governo está sendo um desastre não apenas na segurança, mas também na saúde e na educação. Não há um setor do governo que esteja a contento com a administração de Robinson.

Agora ele promete colocar o 13º, do ano de 2017, em dia; pelo menos dos que ganham até R$ 2 mil. Mas isso não é suficiente para que o governador diga que será o governador dos pagamentos em dia dos salários dos servidores, caso reeleito.

O governador não é mal pessoa. O que faltou na sua administração foi ousadia e  um pouco de planejamento. Tudo  tem sido feito no improviso até ao momento.

Em menos de 40 dias saberemos se Carlos Eduardo será candidato ao governo do Estado

Resultado de imagem para Prefeito Carlos Eduardo
Foto: da internet

Nos primeiros dias de abril será necessário, por força de lei, que se o prefeito Carlos Eduardo queira disputar o governo do Rio Grande do Norte, renuncie o mandato de prefeito da capital.

Diferentemente do que ocorreu com a ex-governadora Wilma de Faria (in memória) em 2002, Carlos não conta com a popularidade que tinha a Guerreira. Logo caso Carlos Eduardo saia da prefeitura, fica sem mandato caso perca a eleição.

Dizem que o prefeito tem perdido o sono por causa da decisão que tem que tomar. Se sai ou se fica e apoia outro nome para o governo. Carlos conta com os apoios fortes dos dois senadores que vão disputar a reeleição, Garibaldi Filho e José Agripino.

Caso Carlos Eduardo venha a decidir por não sair é possível que os senadores se unam ao presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Ezequiel Ferreira. No caso, apoiarem uma candidatura indicada pelo deputado.

Há uma grande probabilidade de esse nome ser o do vice-governador Fábio Dantas.

Bolsonaro ultrapassa Lula e lidera todos os cenários em São Paulo

Deputado lidera todos os cenários em SP
Foto: reprodução do You Tube

Com a possibilidade eminente de prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) perdeu a liderança que mantinha nas pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto em são Paulo.

Levantamento do Instituto Paraná mostra que o deputado Jair Bolsonaro lidera todos os cenários.

Ele tem 22,3% da preferência do eleitor. Chama a atenção a posição do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano tem 20,1% das intenções de voto. Já Lula está na terceira colocação com 19,7%, empatado tecnicamente com Alckmin, já que a margem de erro é de 2%.

Bolsonaro está na frente até do governador Geraldo Alckmin, que governa o Estado pela quarta vez.

É incrível o crescimento de Jair Bolsonaro.

 

Fonte: http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/bolsonaro-passa-lula-e-lidera-todos-os-cen%C3%A1rios-em-s%C3%A3o-paulo-1.602192

Pobreza no Brasil: renda por pessoa em 13 estados é menor do que um salário mínimo

Desempregado há dez meses, Cláudio Santos de Jesus caminha com a família em Terra Nova (BA)
Foto: Fernando Vivas/ Folhapress

Moradores dos lares de metade dos estados brasileiros tinham ganhos mensais inferiores a um salário mínimo (R$ 937, valores de 2017) no ano passado. Essa desvantagem econômica está concentrada em 13 estados do Norte e Nordeste, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo IBGE.

Entre as dez unidades da federação com renda domiciliar per capita (por pessoa) mais alta, esses valores variaram entre R$ 1.224, em Minas Gerais, e R$ 2.548, no Distrito Federal, enquanto os integrantes das famílias do Maranhão têm o pior rendimento, R$ 597.

Para especialistas, essa desigualdade é explicada por fatores como a estrutura do mercado de trabalho e a taxa de desemprego de cada região (mais altas no Norte e Nordeste), o nível educacional da população e o tamanho das famílias. Segundo o IBGE, a média do Brasil é de de R$ 1.268 mensais.

 

Fonte: https://extra.globo.com/noticias/economia/renda-por-pessoa-em-13-estados-menor-do-que-um-salario-minimo-22444778.html

Execução de PMs chega ao número de 6 em dois meses este ano; PM foi morto ontem na ZN

William Soares era lotado no 4º Batalhão da PM, em Natal (Foto: Arquivo Pessoal)
William Soares era lotado no 4º Batalhão da PM, em Natal (Foto: Arquivo Pessoal)

Mais de dois policiais estão sendo executado, na hora em que estão de folga, a cada mês no Estado do Rio Grande do Norte. O 6º PM foi morto na noite de ontem, 28, no bairro de Pajuçara, Zona Norte de Natal. Isto é, no último dia do segundo mês de 2018.

O cabo William Soares, lotado na Companhia Independente de Guarda, estava reunido com amigos na varanda da casa de um deles, assistindo o futebol, quando os dois assassinos chegaram em uma moto para executá-lo.

Segundo informações repassadas por testemunhas, o PM tentou cumprir o protocolo, solicitando para que os bandidos retirassem os capacetes. Mas os bandidos atiraram contra ele antes que ele conseguisse sacar sua arma.

O PM foi levado para o hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimento vindo a óbito.

O homicídio está sendo investigado pela delegada Patrícia de Melo Gama, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A delegada não soube informar se algum dos criminosos foi baleado, já que em nenhum hospital houve a entrada de suspeitos com ferimento de arma de fogo.

23 PMs foram mortos nos anos de 2016 e 2017, 17 destes foram mortos o ano passado. No caso, está sendo multiplicado o assassinado de PMs nos Estado.

 

Fonte: G1

Ezequiel Ferreira cobra transferência de policiais civis para município de Currais Novos

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), voltou a cobrar a reposição do quadro de policiais civis em Currais Novos. Na tarde desta quarta-feira (28), o parlamentar teve encontro com a secretária de Segurança do Estado, Sheila Freitas, e com o comandante da Polícia Militar, coronel Osmar de Oliveira, que trataram sobre questões de segurança no interior potiguar. O presidente saiu satisfeito do encontro.

“O retorno dos policiais civis que saíram de Currais Novos é um pleito que fizemos logo quando ocorreu a transferência. Os profissionais tinham o bom trabalho reconhecido na cidade e região, por isso insistimos com o pedido. Contamos com o retorno dos agentes o mais rapidamente possível”, disse Ezequiel.

O primeiro pedido para o retorno do profissionais a Currais Novos foi feito em dezembro do ano, logo após o parlamentar tomar conhecimento da transferência de dois policiais civis de um efetivo já reduzido na cidade. Desde então, Ezequiel solicita da Sesed o retorno dos policiais, que atendem Currais Novos, Lagoa Nova e Cerro Corá, no Seridó potiguar. No encontro desta quarta-feira, Sheila Freitas garantiu que o pedido será atendido.

“O deputado já nos cobra isso há alguns meses e até o fim de março a solução estará resolvida. Os policiais haviam sido transferidos para Acari, mas a própria população da cidade (Currais Novos) também queria o retorno deles, por serem pessoas já experientes e com o trabalho reconhecido. O pleito será atendido”, explicou a secretária Sheila Freitas.