Archive for março 28th, 2018

Governador Robinson Faria diz que é normal que o carro dele tenha sido roubado

Resultado de imagem para Robinson Faria
Foto: da Internet

O governador do Estado do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, disse que é normal que seu carro tenha sido roubado; que isso pode acontecer com qualquer pessoa; que o governador não estava isento dessa possibilidade.

O chefe do Estado alegou, a pouco na InterTV, que isso acontece em todo o Brasil; que a violência está acontecendo também no Rio, no Ceará e outros Estados da Federação.

Robinson foi eleito governador com a promessa de ser o governador da segurança com o programa de “Ronda Cidadão”. Mas ao contrário do que prometeu o governador, ao lado da senadora Fátima Bezerra (PT), a situação do Estado piorou muito na segurança pública. Ainda, na madrugada de hoje, três agência de bancos em Ceará Mirim, Bradesco, Bando do Brasil e Caixa Econômica Federal, foram arrombadas. Os bandidos usaram explosivos e um alto poder de fogo. Metralharam a sede da policia Militar.

O governador ainda pensa em reeleição e promete internet  para todos. Mas esse é o melhor programa que esse governo pode ofertar?

Caraúbas tem madrugada de assaltos.

Resultado de imagem para Caraubas
Foto: da Internet

Do Blog de João Marcelino

A cidade de Caraúbas não diferente de todo RN convive com insegurança reinante, lamentável, revoltante e abominável.
Na madrugada dessa quarta feira (28), o taxista Dacildo Viagem foi vítima de bandidos que levaram seu veículo, celulares, dinheiro, bagagens de passageiro entre outro pertences.
Outro taxista também foi vítima de assalto, assim com ônibus que cruza Caraúbas sentido Natal; triste realidade.
A sociedade indignada assiste aflita apenas essas ações e as mentiras proferidas pelos governantes em todas as esferas de poderes.
Isso é Rio Grande do Norte, obra “666” do Governador da Segurança!
Publicou aquele blogueiro

Deputados apresentam PEC para autorizar prisão em segunda instância

Por Sérgio Rodas e Ana Pompeu

O líder do PPS na Câmara, deputado Alex Manente (SP), protocolou nesta terça-feira (27/3) proposta de emenda à Constituição para permitir expressamente a prisão depois de condenação em segunda instância.

Como a presunção de inocência é cláusula pétrea, especialistas entendem que só é possível fazer tal mudança com a elaboração de uma nova Carta Magna. Além disso, a tramitação da PEC 410 ficará suspensa enquanto durar a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro.

O texto quer mudar o inciso LVII do artigo 5º da Constituição Federal: ao invés de declarar que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado, o dispositivo passaria a antecipar essa presunção até a confirmação de sentença penal condenatória em grau de recurso.

O autor da ação afirmou que pretende mobilizar a criação de comissão especial para debater o assunto. “Podemos deixar o texto pronto para votação para quando acabar a intervenção”, disse. A Constituição Federal não pode ser emendada durante a decretação de estados de sítio, de defesa ou de intervenção federal.

Alex Manente colheu 140 assinaturas apenas nesta terça. Na segunda-feira,(26/3) eram 50 nomes. Ele atribui o crescimento do apoio à proposta à entrevista do juiz federal Sergio Moro ao programa Roda Viva, exibido pela TV Cultura na noite de segunda. “Moro deu exposição ao tema. Vários deputados chegaram até mim depois de ontem”, contou o líder do PPS.

O juiz afirmou, no programa, ter esperança de que o Supremo Tribunal Federal mantenha o precedente atual. Caso contrário, sugeriu que os brasileiros cobrem dos candidatos o que chamou de “uma posição contra a corrupção” ou ainda que uma emenda constitucional restabeleça a execução antecipada de pena. Para ele, “não se trataria de enfrentar o Supremo”.

Deputados reagem a ameaças a Fachin e cobram investigação

Resultado de imagem para Fachin
Em entrevista ao jornalista Roberto D’Avila, ministro Edson Fachin disse temer ameaças / Foto: da Internet

Deputados federais ouvidos pelo G1 na tarde desta terça-feira (27) durante a sessão da Câmara cobraram investigação e elogiaram a atitude do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), de tornar públicas as ameaças que a família dele tem recebido, segundo revelou em entrevista ao jornalista Roberto D’Ávila, da GloboNews. Leia abaixo o que disseram (em ordem alfabética):

  • Carlos Zarattini (PT-SP) – “Esse mesmo pessoal que atacou o Lula e a caravana no Sul é capaz de tudo. Essa extrema direita não tem limite. Então, realmente nos preocupa todo tipo de ameaça contra os ministros do STF no sentido de intimidá-los no livre arbítrio deles.”
  • Chico Alencar (PSOL-RJ) – “Estamos vivendo tempos sombrios onde a linguagem da truculência para atemorizar ou mesmo calar aqueles de quem você discorda tem crescido. Então, nós falamos do lugar de quem foi alvejado letalmente pelo assassinato político da Marielle. É muito bom que o Fachin torne isso público e que a sua ação como juiz, assim como a nossa ação enquanto políticos, não seja paralisada. Que ele não se intimide, mas que busque a necessária proteção e investigação, inclusive, da origem dessas ameaças porque a nossa angústia maior agora é porque não se tem pista nenhuma dos assassinos da Marielle, o que estimula esses grupos criminosos.”
  • Miro Teixeira (Rede-RJ) – “Não é inédito. Juízes e promotores são ameaçados e alguns são até mortos. Então, é preciso que o estado dê ao ministro Fachin e a família todas as garantias, mas que também investigue e prenda os autores acreditando que pode se consumar, sim, um atentado contra ele, como aconteceu com a juíza Patrícia Acioli, em São Gonçalo. A Lava Jato não vai parar, não existe ameaça ou atentado que pare a Lava Jato. O objetivo é covarde mesmo. É o ato covarde de quem, muitas vezes, quer tumultuar a vida nacional e que não está nem diretamente relacionado com os julgamentos, mas quer criar um ambiente de tumulto e de insegurança democrática. É preciso ter cautela. Por isso, a investigação tem que seguir duramente, também por isso.”
  • Nilson Leitão (PSDB-MT), líder do PSDB na Câmara – “É um absurdo, claro que preocupa. Cercear o Judiciário neste momento em que o país inteiro está atento ao que está acontecendo. Quem está fazendo tem uma coragem ou, no mínimo, não tem escrúpulo nenhum. Eu acho que não vai influenciar na decisão dele em nada, no comportamento dele como juiz. Ele não vai deixar de tomar as decisões juridicamente corretas devido a ameaças. Agora, acho que ele tem que ter toda a proteção possível, não só no que tange a segurança pessoal, mas também a ampla divulgação do que está acontecendo em relação às ameaças. Ele precisava, de fato, vir a público. É a forma de protegê-lo melhor.”
  • Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara – “Se os ministros do Supremo, se o Judiciário não têm liberdade para julgar hoje, e hoje os casos mais claros são contra, da Lava Jato, crimes do colarinho branco. Mas amanhã eles também podem ter dificuldade de julgar casos do crime organizado, que também tomou conta de muitos estados brasileiros e que em algum momento poderá existir julgamentos no Supremo. Então a gente não pode de forma nenhuma colocar em risco a independência das instituições, mas principalmente a liberdade de decisão do voto de cada ministro do Supremo.”

Fonte: https://g1.globo.com/politica/noticia/deputados-reagem-a-ameacas-a-fachin-e-cobram-investigacao.ghtml

Ezequiel anuncia para prefeitos comissão de deputados para defesa de interesses fiscais de municípios do RN

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), anunciou nesta terça-feira (27) diante de aproximadamente 80 prefeitos, a formação de uma comissão de parlamentares para pleitear junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) medidas que amenizem a situação fiscal dos municípios.

“Vamos defender junto ao Tribunal de Contas do Estado um olhar mais cuidadoso sobre as prefeituras. Formaremos essa comissão e iremos discutir com o TCE. Se em outros Estados essas mudanças aqui pleiteadas vêm sendo implementadas, também podemos nos unir e fazermos o mesmo no Rio Grande do Norte”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa.

Os prefeitos se uniram e apresentaram ao Legislativo através da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) o pedido para que haja revisão nos cálculos sobre recursos federais aportados para os municípios, especialmente os que são empregados para a saúde. Atualmente, tais recursos são considerados pelo TCE para fins de cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que está levando 75 municípios a ficarem acima dos limites estabelecidos na LRF.

“A Assembleia Legislativa tem sido parceira dos municípios. O recente gesto do programa de fortalecimento da saúde através da ambulancioterapia foi um desses exemplos. Confiamos que essa parceria vai permitir que os deputados desta Casa encampem esta luta, sob pena de nossas cidades se inviabilizarem de vez”, analisou o presidente da Femurn, Benes Leocádio.

O prefeito de Patu, Rivelino Câmara (MDB) explicou como tem sido a situação no seu município, semelhante ao que atravessa muitas cidades no Estado. “Estamos vivendo quase em regime de prisão domiciliar. Não podemos sair às ruas porque somos escorraçados, cobrados por algo que não podemos fazer. E os órgãos de controle não têm tido a sensibilidade de que necessitamos. Precisamos do apoio da Assembleia Legislativa para essa luta”, destacou prefeito de Patu.

Dezenove deputados estaduais presentes à discussão no Auditório Cortez Pereira reforçaram as intenções defendidas pelo presidente da Casa. Além do pleito junto ao TCE, os parlamentares se mostraram solidários às dificuldades que os prefeitos têm atravessado para conseguir fechas as contas dos municípios.

Intervenção do Rio receberá 1,2 bi para a segurança por meio de MP

A intervenção do Rio de Janeiro receberá verba de 1,2 bilhões para combater ao crime e a insegurança. O presidente Michel Temer assinou nesta terça-feira medida provisória que destina 1,2 bilhão de reais à intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, anunciou o presidente em sua conta no Twitter.

PSDB fará reunião extraordinária para receber novos filiados na próxima segunda-feira, em Natal

 

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) realiza na próxima segunda-feira (2), uma reunião extraordinária, no Hotel Arituba, às 16h, na Av. Hermes da Fonseca, 1542 – Tirol. O presidente da sigla no Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza irá abonar filiações de várias lideranças. Confirmado nesta terça-feira (27), o retorno do ex-senador Geraldo Melo, que também já governou o Rio Grande do Norte e que este ano vai disputar uma vaga na chapa majoritária, pelo PSDB. A deputada estadual Larissa Rosado, que tem bases no Oeste Potiguar é outro nome confirmado para ingressar no partido.

O PSDB chega ao cenário político de 2018 valorizado por ser o 3º maior partido do Rio Grande do Norte, com um deputado federal (Rogério Marinho), um senador suplente (Valério Marinho), cindo deputados estaduais (Ezequiel Ferreira de Souza, Gustavo Carvalho, Márcia Maia, José Dias e Raimundo Fernandes), 107 vereadores, 30 prefeitos e vice-prefeitos, e conta com 150 diretórios e comissões provisórias em 167 municípios do Estado.

“Quando assumi a presidência do partido, em maio do ano passo, disse que o PSDB teria robustez para interferir no tabuleiro eleitoral do Estado e este cenário se tornou realidade”, disse Ezequiel Ferreira ao citar que o PSDB está em todo o Brasil e que os homens e mulheres do PSDB acreditam que a política deve ser exercida com ética, honestidade e a favor do Brasil.

Bandidos explodem caixas de três bancos e atiram em base da PM na Grande Natal

Bandidos explodem agência do Bradesco em Ceará-Mirim (Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi)
Bandidos explodem agência do Bradesco em Ceará-Mirim (Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi)

Uma quadrilha explodiu caixas eletrônicos de três agências bancárias de Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. Os ataques aconteceram na madrugada desta quarta-feira (28).

Na fuga, eles atiraram na base da PM e ainda espalharam grampos pela pista. Segundo a Polícia Militar, ninguém foi preso. De acordo com a PM, os bandidos chegaram na cidade por volta das 2h da madrugada.

A PM não soube informar a quantidade de dinheiro que foi levada das agências.

Ninguém foi preso. Por pouco policiais não foram mortos. Circula nas redes sociais áudio que mostra o pavor que policial da base passa quando os bandidos atiraram contra a base. Ele pede socorro, ajuda pelo rádio, o que não chega a tempo.

Assembleia discute reintegração de policiais excluídos do quadro

A Assembleia Legislativa debateu, na tarde desta terça-feira (27), a possibilidade de reintegração dos policiais militares potiguares excluídos da Corporação entre as décadas de 1970 e 1990, sem o Devido Processo Legal. Segundo o deputado Carlos Augusto Maia (PCdoB), propositor da audiência pública, documentos expedidos pela própria Polícia Militar (PM) comprovam que os agentes de segurança foram expulsos sem a instauração do Processo Administrativo Disciplinar (PAD), previsto em lei.

“Entre o final dos anos 70 e o início dos anos 90, as autoridades de Segurança Pública do Estado, principalmente no âmbito da Policia Militar, cometeram uma série de atos injustos e arbitrários contra mais de uma centena de policiais, demonstrando nítido desrespeito ao Estado Democrático de Direito”, comentou o parlamentar.

O deputado esclareceu também que, à época, foram atribuídos aos policiais crimes que jamais cometeram, gerando a posterior exclusão dos agentes sem o devido processo administrativo. “O absurdo foi tanto que alguns policiais foram expulsos por telefone e outros por recados dos próprios colegas”, criticou Carlos Augusto Maia.

Levantando uma possível solução para a questão, o parlamentar lembrou que alguns estados elaboraram a “Lei da Anistia” como alternativa política, já que a maioria dos casos são tratados sob a ótica da ilegalidade, não podendo ser convalidados por decisão administrativa, pois recebem a alegação de prescrição.

O presidente da Comissão dos PM’s excluídos, Cabo Veras, revelou que a intenção é lutar pelo Projeto da Anistia, para viabilizar o retorno de todos à Corporação de forma digna e justa. “Não pedimos para sair e não houve justa causa para tal exclusão”, afirmou.

Com a mesma linha de pensamento, o Cabo Tony, presidente da Associação de Praças de Mossoró e Região, relatou que os praças da PM não tinham folga digna, eram assediados moralmente e possuíam baixos salários, além de ser frequentemente humilhados e maltratados. “Não havia direito a ampla defesa e contraditório. Não existiu o devido processo legal. Então, nós esperamos que o governador sancione a Lei da Anistia para reparar tudo que aconteceu conosco”, apelou o policial.

Já o presidente da Associação de Sargentos e Sub-Tenentes da PM, Eliabe Marques, reivindicou, junto à Secretaria de Segurança Pública, a criação de um órgão especifico para tratar das ocorrências com os agentes de segurança do Estado. Além disso, ele corroborou a necessidade de elaboração da Lei de Anistia. “O governador tem a oportunidade de fazer justiça por esses pais de família que tanto trabalharam pelo povo do RN. Precisamos devolver cidadania e dignidade para esses colegas”, argumentou.

Representando o comando da PM-RN, o coronel Zacarias Mendonça explicou que a instituição deve se prender aos prazos e às questões legais, mas que facilitará no que puder, principalmente com o envio dos documentos necessários. “Se houve erros, os policiais excluídos devem buscar seus direitos. E a melhor via é a política mesmo. Com a união de todos os esforços, eles podem voltar. E se a Lei de Anistia der certo, serão todos muito bem-vindos”, garantiu o coronel.

O Secretário Adjunto de Segurança Pública e Defesa Social do RN, coronel Ulisses Paiva, também foi da opinião de que a tentativa política, com a elaboração de uma lei estadual de anistia, é a melhor opção para os requerentes.

Ao final da audiência, o deputado Carlos Augusto solicitou a emissão de parecer a respeito da causa por parte de todas as entidades que se manifestaram no debate. O objetivo é juntar esses documentos às informações recebidas da PM, via ofício, com relação aos processos administrativos dos policiais envolvidos. Após, segundo o parlamentar, será elaborado um relatório final, que dará início à luta pela elaboração da Lei de Anistia e posterior sanção do governador.

O carro do governador do RN é roubado em cidade da Grande Natal

Carro do governador do RN foi roubado em Monte Alegre (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Carro do governador do RN foi roubado em Monte Alegre (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Bandidos roubaram um carro de propriedade particular do governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria na noite desta terça-feira (27), em Monte Alegre, cidade da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, o chefe do Poder Executivo do estado não estava no veículo na hora do crime.

De acordo com a PM, quatro bandidos armados invadiram um residência onde o motorista tinha ido deixar um dos funcionários do governador. Os criminosos fizeram um arrastão na casa e depois levaram o veículo.

 

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/carro-do-governador-do-rn-e-roubado-em-cidade-da-grande-natal.ghtml