Archive for outubro 19th, 2020

Sine oferece 116 vagas de emprego em Natal e Região Metropolitana

Carteira de trabalho — Foto: Heloise Hamada/G1
Carteira de trabalho — Foto: Heloise Hamada/G1

O Sistema Nacional de Empregos (Sine) está oferecendo 116 vagas de trabalho nesta segunda-feira (19) em Natal e na Região Metropolitana. Ao todo, há oportunidades para 16 tipos de cargo, sendo vendedor a com mais vagas.

Para concorrer às vagas, é necessário que o candidato se cadastre no portal Emprega Brasil, do Ministério do Trabalho e Emprego. Além de pelo site, o cadastro pode ser feito pelos aplicativos de celular Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Sine não está com atendimento presencial para vagas de emprego.

Veja as vagas

  • Analista de recursos humanos – 1
  • Auxiliar administrativo – 10
  • Auxiliar de logística – 15
  • Auxiliar de mecânico de autos – 1
  • Cabeleireiro – 3
  • Churrasqueiro – 1
  • Comprador – 1
  • Eletricista bobinador – 1
  • Eletricista de instalações industriais – 5
  • Encanador industrial – 5
  • Gerente de depósito – 6
  • Manicure – 5
  • Mecânico de auto em geral – 1
  • Mecânico de máquinas pesadas (manutenção) – 1
  • Tosador de animais domésticos – 1
  • Vendedor interno – 59

https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Projeto de Raimundo Fernandes regulamenta uso de imóveis residenciais da Polícia

O deputado Raimundo Fernandes (PSDB) apresentou Projeto de  Lei (PL) objetivando a regulamentação  do  uso  de  imóveis  para  fins residenciais por parte da Polícia Militar do RN.
 
“Os imóveis residenciais  destinados ao pessoal  do  serviço ativo da polícia constituem bens do patrimônio estadual administrados pelos integrantes da corporação e necessitam de regulamentação”, justificou o parlamentar.
 
O projeto regulamenta o uso na capital e interior. Na capital se subdividem entre os de uso pra Ajudância Geral e aqueles para a diretoria de apoio logístico. De acordo com o Projeto, os imóveis residenciais se dividem em classes “A” e “B”, sendo os classe “A” destinados aos oficiais e, na capital, aqueles situados na Vila Militar General João Varela e no interior, onde existirem, os que tiverem a mesma destinação.
 
O deputado Raimundo Fernandes elencou no projeto os requisitos para a concessão do imóvel. Para uso, entre outros requisitos, é preciso ser casado civilmente; morar com a família; estar servindo na cidade onde esteja situado o respectivo imóvel e não ser proprietário nem mutuário de imóvel residencial no município onde esteja situado o imóvel pretendido, entre outras exigências.

União estável: Veja como comprovar o relacionamento junto ao INSS

Qual a diferença entre casamento e união estável?
Foto da Internet

Enquanto muitos organizam seu casamento dos sonhos, outros acabam ficando juntos e, devido ao tempo de convivência não é feito nenhum registro da união.

Mas aí surgem algumas dúvidas sobre como regularizar essa relação e quais os benefícios que essa decisão pode trazer.

Sabemos que essas questões podem interferir na vida de muitos casais e, pensando nisso, fizemos esse artigo para você entender melhor como comprovar essa relação.

Antes, é preciso ressaltar que esse tipo de relacionamento é caracterizado como União Estável e, mesmo que não tenha registro em Cartório, é reconhecido como um instituto familiar. 

Neste caso, independente do tempo em que o casal esteja junto ou se moram na mesma residência, é levado em consideração à vontade das parte em constituir uma família e a comprovação da relação trará alguns benefícios como aqueles assegurados pelo casamento – ser dependente em plano de saúde, beneficiário de seguros do INSS ou ainda para assegurar direito à herança.

A mesma situação se estende ao casal que decidiu fazer apenas uma cerimônia religiosa e que, neste caso, legalmente estará vivendo uma união estável.

Como regularizar a União Estável?

Antes de tudo, o casal pode registrar em um Cartório de Notas a data do início da convivência e o regime de bens para caso de partilha – seja separação ou mortes de um dos cônjuges.

Esse registro deve ser formalizado por meio de uma escritura pública de Declaração de União Estável.

Os documentos necessários são:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de endereço;
  • Certidão de Estado Civil (emitida em até 90 dias).

Também há a possibilidade de se fazer um contrato particular em um Cartório de Registro de Títulos e Documentos.

A formalidade é bem parecida com a Declaração e também confirma data de início, o regime de bens escolhido e os demais acordos feitos pelo casal.

Nesse caso varia bastante, e você vai precisar de:

  • Assinatura reconhecida em firma com duas testemunhas aptas;
  • Registrar o documento em Cartório de Registro de Título e Documentos para validar o vínculo.

Mas vale lembrar que, mesmo garantindo direitos a União Estável não altera o estado civil dos conviventes, que continuam como solteiros.

Do Jornal Contábil

arnaúba dos Dantas: Gilson lidera sozinho o debate da Rádio Rural de Parelhas

No debate entre os candidatos promovido pelo programa Frente a Frente, da Rádio Rural de Parelhas, o prefeito Gilson Dantas fez uma detalhada prestação de contas do seu mandato. O debate foi conduzido pelos jornalistas Marcos Dantas e Joelma de Souza, na manhã deste sábado (17).

O prefeito detalhou ações na saúde, emprego e renda, servidores públicos, pandemia e economia da sua gestão e elencou pontos do novo plano de governo. Com relação à pandemia, Gilson citou os recursos oriundos do governo federal e que foram aplicados em ações de combate ao coronavírus e também na testagem em massa da população.

Ainda no tocante à saúde, o prefeito afirmou que cumpriu 100% do planejado, chegando a investir acima dos 15% do teto constitucional e chegando  a 27% dos recursos aplicados na saúde. “Demos  uma resposta positiva às demandas da população e pretendemos seguir com esse compromisso”, afirmou.

Em relação à administração, citou que a prefeitura honrou todos os compromissos com os servidores, com o salário pago dentro do mês trabalhado e reforçou a importância da parceria do poder público municipal com a iniciativa privada, seja do pequeno ao grande empresário, para fortalecer a economia.

O prefeito foi entrevistado praticamente sozinho pela equipe da Rádio Rural, pois nos primeiros minutos do debate, a candidata Nana Medeiros (PROS) começou a divagar nas perguntas e se retirou do local.