Archive for setembro 4th, 2021

Santa Cruz e Tangará se aproximam de R$ 1,7 milhão em financiamento via AGN

AGN - Agência de Fomento do RN S.A. - Natal, Brazil - Government  Organization | Facebook
Márcia Maia, presidente da AGN / Foto da Internet

A governadora Fátima Bezerra participou, nesta sexta-feira (03), do ato de liberação de recursos do programa Microcrédito do Empreendedor em Tangará e Santa Cruz. A ação realizada nos dois municípios da região Trairi faz o volume total de recursos injetados nas duas cidades se aproximar da marca de R$ 1,7 milhão apenas por meio da iniciativa coordenada pela Agência de Fomento do RN.

Ao todo, 372 empreendedores foram atendidos por meio do programa de estímulo e apoio ao empreendedorismo entre 1 de janeiro de 2019 e 3 de setembro de 2021. O número de beneficiados leva em conta os 12 empreendedores formais e informais atendidos com recursos do programa durante a liberação realizada nos dois municípios. Inclusive, na “Cidade Santuário”, foi apresentada à população da região a ampliação da linha especial criada para a agricultura familiar, o CredMais.

“Temos lutado para oferecer condições para empreendedores formais e informais superarem as dificuldades criadas por este momento de pandemia. Por isso, o governo da professora Fátima Bezerra tem defendido uma AGN forte, presente e numa atuação integrada com diversos setores da sociedade. E assim temos feito nesse momento tão difícil, concedendo crédito de maneira simplificada para quem precisa impulsionar seu empreendimento”, destacou Márcia Maia, diretora-presidente da AGN.

Apenas na cidade de Santa Cruz, entre formais e informais, foram 228 empreendimentos atendidos pela AGN-RN, muitos deles ligados à cadeia da atividade turística, com um volume de recursos investidos que chega a R$ 1,062 milhão. Já em Tangará, foram 144 empreendedores e empreendimentos atendidos ao todo com uma injeção de crédito que chega a R$ 599,3 mil.

O programa Microcrédito do Empreendedor Potiguar é uma ferramenta de estímulo a implantação de novos negócios e para promoção do crescimento sustentável dos empreendimentos e empreendedores do estado. Os financiamentos são direcionados a microempreendedores e pequenos empreendedores, sejam eles formais ou informais, dos mais diversos segmentos da economia potiguar.

Os prazos para pagamento variam de acordo com a atividade produtiva e a natureza física ou jurídica do contratante. Para quem paga em dia, a taxa de juros é zerada. Durante a pandemia, a AGN adotou medidas como a suspensão de cobrança de parcelas por um período de 90 dias, ampliação de carências, criação de novas linhas de crédito, novos limites de financiamento, ampliação de setores atendidos, novas opções de garantia, dentre outros.

CRÉDITO NA AGN

O volume de recursos financiados em pouco mais de dois anos e meio já supera o volume total de recursos financiados nos quatro anos anteriores.  De 1º de janeiro de 2019 até 3 de setembro de 2021, 16,310 mil operações foram realizadas e beneficiaram empreendimentos de diversos segmentos econômicos do RN a partir das diversas linhas administradas pela Agência. O valor total injetado nos negócios e na economia do estado no período chega aos R$ 68,5 milhões.

O Governo do Estado, através da Agência de Fomento, criou produtos diversos para atender cada vez mais empreendedores e atividades econômicas no RN: Criou as linhas CredJovem, destinada à Juventude Empreendedora; CredSolidário, destinada à Economia Solidária; ProCultura, destinada ao setor Cultural; CredMais Agricultura Familiar, destinada aos produtores da agricultura familiar, e continua a buscar novas alternativas para democratizar ainda mais o crédito e impulsionar o desenvolvimento econômico no estado.

ASSECOMRN

Da cadeia, Jefferson chama o STF de “organização criminosa”

PGR denuncia Roberto Jefferson por incitação ao crime e ataque às  instituições | O TEMPO
Foto da Internet

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, voltou criticar o Supremo Tribunal Federal (STF) mesmo depois de já ter sido preso, por ameaças suas feitas à corte. Da prisão, Jefferson disse que a corte brasileira estaria acima da lei e agindo de maneira “tirânica” contra conservadores. Em mais de um momento, Jefferson buscou comparar a ação do Supremo brasileiro ao da Venezuela. Com certeza informações do Congresso em Foco.

A carta foi lida pela vice-presidente nacional do PTB, Gabriela Nienov, nesta sexta-feira (3), durante a edição brasileira do CPAC, evento de viés conservador originário dos Estados Unidos. Com ela, estava o empresário Otávio Fakhoury – ele próprio acusado de custear e apoiar campanhas de fake news contra a suprema corte. Ambos foram convidados a falar sobre “liberdade de expressão” no evento.

“O ativismo judicial fez da suprema corte uma milícia judicial, uma Orcrim [organização criminosa], para a prática de crimes de abuso de autoridade e de poder”, dizia a carta de Jefferson, que cobrou “resistência” de sua base partidária. Em nenhum momento, Jefferson cita as manifestações de sete de setembro, apoiadas por ele e que acabaram ajudando a motivar sua prisão. Fakhoury e Gabriela indicaram que estarão na manifestação.

BG

Rogério Marinho diz que governo federal herdou orçamento comprometido e elogia gestão de Bolsonaro

Foto: Adriano Machado

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, pré-candidato ao Senado, enalteceu o governo Jair Bolsonaro durante discurso. A fala do ministro avaliou, ainda, a atuação dos ex-presidentes no debate da moradia e renda. Segundo ele, o presidente Bolsonaro tem “respeito ao tributo do trabalhador brasileiro” e, por isso, obras que estavam paralisadas estão sendo retomadas e concluídas.

“O governo federal herdou um país em que a disponibilidade orçamentária estava comprometida por dezenas de ações que não levaram em consideração o interesse público. Nós não repetiremos os erros feitos pelos outros. Parece que o Brasil é reiniciado a cada quatro anos. O governo que começa faz de conta que as obras pertencem a esse ou aquele político de ocasião e não ao povo brasileiro. Esse governo não”, avaliou Marinho.

BG

MODO AVIÃO: Operação faz buscas por drogas e aparelhos celulares nos presídios do RN

Foto da Internet

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP) do Rio Grande do Norte realizaram nos presídios do estado a primeira fase da “Operação Modo Avião”, com o objetivo de identificar e inabilitar possíveis aparelhos celulares utilizados pelos presos. A ação teve início no último dia 23/08 e acabou nesta sexta-feira (3). No período, nenhum equipamento eletrônico foi localizado nas penitenciárias revistadas.

Durante a ação, foram realizadas varreduras minuciosas nas estruturas dos presídios. Celas foram revistadas, com ênfase nos detalhes. Foram verificados colchões, uniformes dos presos, grades, cadeados, paredes, teto, ralos e pias.

BG

Pedidos de internação em leitos Covid têm queda de 87% de maio a setembro, aponta LAIS

Leitos clínicos Covid-19 no Hospital de Campanha de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal — Foto: Sandro Menezes
Leitos clínicos Covid-19 no Hospital de Campanha de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal — Foto: Sandro Menezes

Um relatório divulgado nesta sexta-feira (3) pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da UFRN aponta que a vacinação tem sido o principal fator responsável pela redução sustentada dos casos moderados e graves da Covid-19 no Rio Grande do Norte.

Esse efeito pode ser observado pela redução dos pedidos por internações, seja em leitos clínicos ou de UTI, após o início da vacinação.

Entre 31 de maio de 2021 até a 0h desta quinta-feira (2), houve uma queda de 87% na média móvel dos pedidos por internações em todo o RN. De acordo com o relatório, o dado mostra que a pandemia da Covid está sob controle no estado. Até esta quinta, RN registrou um total de 23.516 internações.

Durante a fase mais crítica da pandemia, o RN chegou a disponibilizar 411 leitos de UTI exclusivos para o atendimento de pacientes diagnosticados com Covid. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos Covid no estado é de 32%, e não há pacientes aguardando a disponibilização de leitos na fila de regulação.

As pessoas que tomaram a primeira e a segunda dose da vacina contra Covid e estão internadas representam 0,05% e 0,08%, respectivamente, do número total de vacinados. “Uma taxa muito baixa, o que demonstra a efetividade da imunização sobre o número de internações. Aparentemente, o valor percentual dos pacientes que tomaram a D2 é levemente maior. Todavia, neste momento, isso nos parece natural, uma vez que em relação ao total de vacinados com D1, o total de vacinados com D2 representa cerca de 44%. Quanto mais pessoas tomarem a D2, menores serão as chances dessas serem contaminadas e evoluírem para um quadro clínico com necessidade de internação”, diz o relatório.

Em relação aos óbitos entre os pacientes vacinados internados, esse fator também pode ser considerado muito baixo entre os pacientes com a D1 (0,02%) e D2 (0,03%).

Com relação aos idosos (a partir dos 60 anos), é possível verificar também que o número de vacinados internados pode ser considerado baixo (0,21%). Esse número é ainda mais reduzido em relação ao idoso que tomou a D2 (0,16%). Quanto a óbitos, o índice de idosos vacinados é percentualmente muito baixo, especialmente para os que tomaram a D2 (0,05%).

“Cumprir o ciclo vacinal é fundamental para melhorar a proteção do indivíduo. Como o percentual de idosos com a D2 é maior, pois foi o grupo que primeiro se imunizou, os dados já estão mais normalizados, assim, percebem-se, de forma mais efetiva, os efeitos da D2”, diz o relatório.

No RN, apenas um óbito foi registrado entre a população não idosa internada e totalmente imunizada, representando 0,41% do total de pacientes vacinados. Segundo o relatório, 44,4% dos óbitos ocorreram em pacientes com 80 anos ou mais e, em 71% dos casos fatais, os pacientes tinham 75 anos ou mais.

G1RN