Archive for maio 11th, 2022

MDB, PSDB e Cidadania vão encomendar pesquisa para definir candidato da terceira via

Os presidentes do MDB, Baleia Rossi, do PSDB, Bruno Araújo, e do Cidadania, Roberto Freire(por videoconferência) e com a presença do vice-presidente Daniel Coelho
Os presidentes do MDB, Baleia Rossi, do PSDB, Bruno Araújo, e o o vice-presidente do Cidanania Daniel Coelho / Reprodução/Twitter/@baleia_rossi

Os representantes da terceira via se reuniram na manhã desta quarta-feira, 11, na sede do PSDB, em Brasília, para definir os critérios de escolha do candidato único. Estiveram presentes os presidentes do MDBBaleia Rossi, e do PSDB, Bruno Araújo, além do vice-presidente do CidadaniaDaniel CoelhoRoberto Freire, presidente do Cidadania, participou remotamente do encontro. O chamado “centro-democrático” pretende anunciar, no dia 18 de maio, uma postulação única que possa tentar se contrapor à polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto, e o presidente Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição. Para a escolha do nome da terceira via, as legendas irão realizar pesquisas qualitativa e quantitativa entre os pré-candidatos do MDB, a senadora Simone Tebet, e do PSDB, o ex-governador de São Paulo João Doria.

Não foi informado se outra opção, como o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), será incluída no levantamento. Interlocutores de Araújo consultados pela Jovem Pan que a reunião foi “fechadíssima”. Segundo a nota oficial, os partidos comunicaram que os parâmetros iniciais foram propostos pelo MDB e aprimorados pelos presidentes das demais agremiações. “Serão agora apresentados à aprovação das instâncias partidárias e aos postulantes à Presidência para que, em curto prazo, seja apresentado ao povo brasileiro um projeto democrático que aglutine esperança no futuro do País”, explica o informe. O União Brasil, um dos partidos que fazia parte da terceira via, desembarcou do movimento no último dia 4 e anunciou que terá uma candidatura de “chapa pura” para a disputa pela Presidência da República. Com isso, além do nome de Luciano Bivar, cacique partidário, o posto de vice-presidente será ocupado por um outro nome da legenda.

Jovem Pan

RN quer mais desenvolvimento e coloca Rogério Marinho liderando pesquisa para o Senado

Rogério Marinho é promovido a ministro do Desenvolvimento Regional | VEJA
Foto Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

O Rio Grande do Norte quer, no Senado, a continuidade do projeto de desenvolvimento do Rio Grande do Norte iniciado através do trabalho do ex-ministro, Rogério Marinho.

É o que indica a primeira rodada de pesquisas do Instituto Brâmane, divulgada nesta terça-feira pelo Blog do BG.

Marinho aparece liderando nos dois cenários possíveis. Na pesquisa em que os nomes dos pretensos candidatos são apresentados, ele é o primeiro com 18,1%.

Já no cenário em que nenhum nome é apresentado aos eleitores, que têm a liberdade de dizer qualquer referência, Rogério Marinho também lidera, com 10,8%.

“O potiguar está vendo que o desenvolvimento do Estado deve ser a prioridade. É o nosso projeto. Temos concretamente algo além de manter a máquina funcionando com pagamento de pessoal. Temos água impactando diretamente a vida de mais de 1 milhão de pessoas”, celebrou Rogério Marinho.

A pesquisa Brâmane/BlogdoBG foi realizada de 2 a 5 de maio, em todas as regiões do Rio Grande do Norte. O levantamento ouviu 1.500 eleitores e tem margem de erro de 2,53%. O intervalo de confiança é de 95%, o que significa dizer que a cada 100 pesquisas, em 95% delas os resultados seriam iguais.

O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-07483/2022.

Em meio a críticas à Petrobras, Bolsonaro troca comando do Ministério de Minas e Energia

Homem sentado em uma mesa
Troca na pasta acontece dias após o presidente fazer novas críticas à política de preços da Petrobras / Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou a troca no comando do Ministério de Minas e Energia. A exoneração do agora ex-ministro Bento Albuquerque foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 11, que também nomeia Adolfo Sachsida para ocupar o cargo de Ministro de Estado de Minas e Energia.

A troca na pasta acontece dias após o presidente fazer novas críticas à política de preços da Petrobras e os recentes aumentos dos combustíveis. “Eu não posso entender a Petrobras faturar horrores durante a crise da pandemia e agora guerra lá fora. O lucro da Petrobras é maior com a crise. Isso é um crime, é inadmissível. Eu posso estar equivocado, mas não consigo entender. Quem paga a conta desse lucro é a população brasileira”, declarou Bolsonaro, em live na semana passada, onde questionou possíveis novos aumentos nas tarifas da estatal, ligada ao Ministério. Na ocasião, ele chegou a citar o ministro Bento Albuquerque e o presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, afirmando que eles não poderiam aumentar a tarifa do diesel, o que acabou sendo confirmado na segunda-feira, 9, com alta de R$ 0,40 na tarifa para as distribuidoras

Jovem Pan

Senado aprova PEC que eleva idade máxima para nomeação ao STF

Senado Federal
Proposta relatada pelo senador Weverton Rocha (PDT-MA) recebeu 60 e 59 votos no primeiro e no segundo turno, respectivamente / Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Senado aprovou, nesta terça-feira, 10, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que eleva de 65 para 70 anos a idade máxima para a nomeação de ministros para o Supremo Tribunal Federal (STF) e de outros tribunais superiores. Atualmente, só estão aptos para a indicação aqueles com mais de 35 anos e menos de 65 anos. O texto foi aprovado em primeiro turno com 60 votos a favor e nenhum contra – por se tratar de uma PEC, eram necessários 49 votos. Após um acordo firmado entre os líderes, ficou decidido que não haveria interstício para a nova votação. No segundo turno, a matéria recebeu 59 votos favoráveis e nenhum contrário. Como já havia sido aprovada na Câmara dos Deputados e na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na última semana, a proposta vai à promulgação.

A mudança da idade máxima para a nomeação vale para o STF, para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Tribunal Superior do Trabalho (TST), do Tribunal de Contas da União (TCU), dos ministros civis do Superior Tribunal Militar (STM), de juízes dos Tribunais Regionais Federais e dos Tribunais Regionais do Trabalho. O relator da proposta no Senado, Weverton Rocha (PDT-MA), afirma que as regras da chamada PEC da Bengala, que entrou em vigor em 2015 e elevou a aposentadoria obrigatória na cúpula do Judiciário de 70 para 75 anos, precisam ser aprimoradas para evitar “desperdício de conhecimento”. “As pessoas que têm entre 65 e 70 anos de idade não podem ser indicadas aos citados órgãos, o que caracteriza desperdício do conhecimento e experiência acumulados”, diz um trecho do texto. “Deve ser mantida a lógica anterior de que era possível ao Estado indicar pessoas até cinco anos antes de sua aposentadoria compulsória para o desempenho de funções relevantes no STF, STJ, TST, TRFs, TRTs e TCU e se valer de seu conhecimento e experiência acumulados”, acrescenta.

Jovem Pan

DESGOVERNO NO RN: Ônibus escolar é metralhado após assalto no RN; motorista e aluno são baleados

Um motorista e um aluno foram baleados durante um assalto a um ônibus escolar, na noite dessa terça-feira (10), em uma estrada no distrito de Agrovila Santo Antônio, no município de Touros, litoral Norte do Estado. Cerca de nove homens armados cercaram o veículo e atiraram diversas vezes após terem roubado as vítimas.

As pessoas baleadas foram socorridas para o hospital da cidade, o aluno sofreu um tiro no braço, já o motorista foi atingido de raspão na cabeça e teve que ser transferido para o pronto socorro Clóvis Sarinho, em Natal onde foi medicado e liberado.

A polícia foi acionada e descobriu que o bando tinha minutos antes assaltado uma residência levando uma caminhonete das vítimas, veículo usado para interceptar o ônibus escolar. Até agora nenhum suspeito foi preso.

Veja imagens do ônibus após o assalto no vídeo acima.

Com informações do Portal BO

BG

Segurança Pública na zona Norte de Natal é tema de debate no Legislativo

As condições de Segurança Pública na zona Norte da capital foram discutidas, na tarde desta terça-feira (10), no auditório da Assembleia Legislativa do RN. O propósito do encontro proposto pelo deputado Subtenente Eliabe (SDD) foi discutir os principais problemas e encontrar soluções, a fim de proporcionar mais segurança e bem-estar, tanto para a população daquela região quanto para os profissionais do setor. 

“Essa audiência foi construída após algumas reuniões com moradores e comerciantes da zona Norte. Uma delas, inclusive, contou com a presença do comandante do 4º Batalhão, Ten Cel Assis. A partir daí, nós construímos esse debate, que pretende discutir as condições de segurança na região”, iniciou o parlamentar.

Em seguida, o deputado enfatizou que os quase 400 mil habitantes da Zona Norte são praticamente metade da população da capital, criticando na sequência a falta de equilíbrio entre esse fato e os investimentos em políticas públicas para a região.

“Nós observamos infelizmente que, por mais empenho que tenham os profissionais de segurança, a população ainda não tem se sentido segura o suficiente. E isso acontece por quê? Porque o sacrifício encontra uma barreira enorme, que são as condições ruins de trabalho, no que diz respeito a viaturas e equipamentos, e o baixo efetivo. Além disso, os critérios de distribuição dessa estrutura e logística são desproporcionais. Nós temos dados da Secretaria de Segurança Pública que comprovam isso”, detalhou o Subtenente Eliabe. 

Primeiro membro da Mesa dos Trabalhos a discursar, o Tenente Coronel Carlos Souza, representante do CPC (Comando de Policiamento da Capital), garantiu que a Polícia Militar tem buscado todos os dias atender às necessidades da população natalense e do Estado como um todo.

“O governo pretende efetivar um novo batalhão na Zona Norte, devido ao número de ocorrências e tamanho da população, para ajudar o 4º Batalhão. Mas, enquanto isso não acontece, quero frisar que a PM não dorme, ela busca todos os dias dar o seu melhor para os cidadãos potiguares”, disse. 

O coronel falou também que a ideia é aplicar o exemplo de Mossoró, que hoje possui dois batalhões, dividindo a cidade em duas regiões. “A gente quer fazer uma base de estudo parecida com a de Mossoró. Com isso, iremos atender melhor as ocorrências e o patrulhamento nas ruas de Natal”, afirmou. 

Na sequência, o Subtenente Eliabe divulgou dados importantes e atuais a respeito do tema. “A Zona Norte possui 7 bairros, com seus inúmeros conjuntos e loteamentos, e conta com apenas 6 viaturas para atender suas demandas. Nos últimos 30 dias, por exemplo, houve 1.800 ocorrências na localidade, significando 60 por dia. Só para se ter uma ideia de comparação, neste momento, na avenida Afonso Pena, localizada na Zona Sul, existe a mesma estrutura que provê a segurança para a Zona Norte inteira”, revelou o deputado.

Ele acrescentou que isso é algo a se refletir pelos gestores. “Por que esse tratamento diferenciado, se as duas populações pagam os mesmos impostos? É por isso que o povo da ZN deve cobrar uma melhor gestão dos responsáveis pela Segurança Pública. A população tem que, no mínimo, cobrar. E tem que ser de forma permanente, devido à importância da região para a capital, com seu corredor turístico e o aeroporto de São Gonçalo”, questionou e encorajou o parlamentar. 

Continuando os pronunciamentos da Mesa, o comandante do 4º Batalhão da PM, localizado na Zona Norte de Natal, Tenente Coronel Assis, ressaltou a importância e a abnegação dos policiais da sua guarnição.

“Apesar das dificuldades, os PMs da Zona Norte saem às ruas todos os dias para proteger quase 400 mil habitantes. E eu garanto que eles dão o melhor de si, diuturnamente, embora não tenham as condições de trabalho ideais. O 4º Batalhão hoje é uma irmandade, é um time de policiais guerreiros, que vão para cima da criminalidade. Mesmo com as dificuldades, eles saem todos os dias com muita vontade de defender os cidadãos da ZN”, enfatizou o comandante. 

O coronel destacou ainda que o grupo tem conseguido reduzir alguns índices de criminalidade na região. 

“Ao longo do tempo, nós temos reduzido alguns números, como, por exemplo, os assaltos a ônibus e às pessoas nas ruas. Isso sem falar em outras ocorrências que temos evitado com a colocação das barreiras policiais”, finalizou, acrescentando que a chegada dos policiais advindos dos últimos concursos tem contribuído bastante para essas reduções. 

Já a delegada de Polícia Civil Sheila Freitas reforçou a importância de se discutir a Segurança Pública na Casa do Povo, além de frisar o esquecimento dos gestores com relação à Zona Norte de Natal. 

“A nossa ZN é muito esquecida por todos. Ela cresceu muito, é uma cidade dentro de Natal. E a violência é resultado disso, aliado ao descaso dos governantes com sua população. Na Polícia Civil, por exemplo, nós só temos a 12ª Delegacia de Polícia, 6ª DP e 13ª DP, além da Delegacia de Plantão e Delegacia de Apoio à Mulher. São apenas esses os equipamentos da PC que temos hoje lá. Nós já tivemos ‘Delegacia de Furtos e Roubos’ e ‘Deprov’, que não existem mais. E a gente sabe que quando a segurança está distanciada do bairro, infelizmente há um atrativo maior da criminalidade”, detalhou a delegada. 

Para a delegada Sheila Freitas, é preciso que outros componentes auxiliem o trabalho dos operadores de segurança, para que a população fique bem assistida.
“Nós temos que ter mais iluminação, bons calçamentos, melhor atendimento de saúde, de educação, de transporte, enfim, todo esse contexto é que vai fazer o cidadão se sentir mais seguro. Segurança Pública é isso: se não tiver todo mundo de mãos dadas, em prol do mesmo objetivo, não se chega a lugar nenhum”, concluiu.

Em seguida, o Pastor Renato, membro da Igreja Presbiteriana do Brasil, localizada na Zona Norte, destacou que o tema da insegurança é muito discutido entre os seus pares. 

“Esse assunto nos preocupa recorrentemente, porque vivemos essa realidade. E principalmente nós, que pregamos tanto a paz, não podemos nos conformar com essa situação. Por isso estamos aqui para somar forças com os governantes, as escolas, a sociedade civil e os policiais”, afirmou o pastor. 

A presidente da Associação dos Comerciantes e Empresários da ZN, Irene Adalgiza, externou sua vivência diária – e os relatos que escuta – sobre a insegurança nos bairros da região. 

“Eu tenho muito a dizer sobre a falta de segurança nos 7 bairros da Zona Norte. A nossa região é muito grande e nós sentimos na pele a falta de segurança nos nossos mais de 15 mil comércios e empresas. Eu ouço muitos relatos de assaltos, de falta de iluminação, ausência de sistema de câmeras, de ruas sem calçamento e saneamento. E esses são fatores que dão oportunidade aos meliantes e impedem nossas empresas de crescerem”, revelou Adalgiza. 

Complementando sua fala, a presidente da associação criticou a disparidade entre pagamento de impostos e apoio do Poder Público para as diferentes regiões da capital.
“Os nossos impostos são iguais aos das outras regiões, mas nós sofremos muito mais descaso. Mas nós não vamos deixar nos unir e lutar. Eu agradeço por essa iniciativa, e eu espero que ela surta efeitos concretos para a nossa população”, finalizou.

Último integrante da Mesa a se pronunciar, o Inspetor Bruno, integrante da Guarda Municipal de Natal, falou sobre as ações da instituição em prol da segurança da capital do Estado. 

“Nossa Guarda Municipal já atua há trinta anos na capital. Atualmente, nossa sede está localizada na Zona Norte, por escolha da prefeitura, e nós estamos reestruturando nosso quartel e montando um Centro de Formação. Estamos crescendo cada vez mais, para proporcionar um serviço cada vez melhor aos cidadãos”, iniciou o inspetor.

Segundo ele, o órgão realizou um zoneamento recente na capital e, devido ao fato de que a maior parte das ocorrências se concentra na Zona Norte, a equipe mais antiga e operacional foi deslocada para a localidade. 

“Então, hoje nós temos um ponto base permanente na área de lazer do Panatis, onde ficam nossas viaturas, e tentamos dividir os equipamentos de forma mais equilibrada. Nossos comandos estão mudando e estamos reagrupando todo o nosso aparato, com o intuito de melhorar a prestação do serviço em toda a capital. Lembro também que estamos presentes no serviço de ‘190’ e que nossos guardas estão cada vez mais nas ruas, tanto que nossas viaturas e armas têm evoluído bastante”, explicou o inspetor.

Ainda de acordo com o representante da Guarda Municipal, hoje, a instituição atende toda ocorrência com vulneráveis – adolescentes e crianças; além de acompanhar viaturas do SAMU em áreas críticas de segurança ou quando há transporte de paciente psiquiátrico. 

“Nós também possuímos a Ronda de Proteção Escolar (ROPE), atuando em 60 unidades de educação da ZN, o projeto social ‘Semente Cidadã’ e ainda a Patrulha Maria da Penha. Então, como vocês puderam perceber, nossos equipamentos estão muito voltados à Zona Norte e nós temos procurado melhorar cada vez mais nosso serviço prestado”, concluiu. 

Ao final da audiência, o deputado Subtenente Eliabe destacou requerimento que encaminhou ao Governo do Estado, pedindo esclarecimentos acerca dos critérios utilizados para distribuição do efetivo e viaturas policiais nas áreas de Natal e região, enfatizando a necessidade de redistribuição desses equipamentos, para que atendam todas as regiões de forma mais justa e igualitária. 

Participaram do evento lideranças comunitárias, de associações, das igrejas, representantes de projetos sociais, além de integrantes de órgãos de Segurança Pública, civis e militares.