Assembleia debate conscientização sobre câncer infantojuvenil

A conscientização sobre o câncer infantojuvenil será debatida na Assembleia Legislativa em audiência pública nesta quinta-feira (20). O debate faz parte da programação da campanha Setembro Dourado – criada para alertar profissionais da saúde, pais, educadores e sociedade em geral sobre a importância de observar os sinais e sintomas sugestivos do câncer infantojuvenil.

A discussão acontecerá no auditório da Casa Legislativa, a partir das 14h. O câncer infantojuvenil é considerado uma patologia rara que apresenta características distintas. Ele faz parte de um conjunto de doenças mais agressivas, com curtos períodos de latência e que se proliferam rapidamente. Entretanto, demonstra perspectivas de bom prognóstico, se houver um diagnóstico precoce com um tratamento rápido e eficaz, sendo que as chances de cura podem chegar a 80%.

Para isso, é preciso ficar atento a certos sintomas que crianças e adolescentes podem apresentar, como palidez, dor óssea, hematomas ou sangramentos pelo corpo, caroços ou inchaços, especialmente se forem indolores e não acompanhados de febre ou outros sinais de infecção, perda de peso sem causa aparente, febre e sudorese noturna, tosse persistente ou falta de ar, alterações oculares (reflexo branco na pupila, estrabismo recente, perda visual, hematomas ou inchaço ao redor dos olhos), inchaço abdominal, dores de cabeça, especialmente se forem incomuns e contínuas, além de vômitos recorrentes pela manhã ou com piora durante o dia, dores nos membros e inchaços sem qualquer sinal de infecção ou trauma.

Por isso pais, avós, cuidadores, professores, médicos, dentistas e todos que assistem as crianças, devem estar atentos aos sinais e sintomas.

Leave a Comment