Brasília amanhece sem metrô nesta sexta; pistas foram interditadas por manifestantes

Bloqueio realizado por manifestantes na EPNB
Bloqueio realizado por manifestantes na EPNB

Moradores do DF encontraram as estações do metrô fechadas na manhã desta sexta (28). Na noite de quinta (27) a empresa anunciou que os trens não funcionariam por causa das manifestações contra a reforma trabalhista e da previdência.

Ônibus também permaneceram nas garagens. Dois pedidos de liminar para impedir a greve no sistema de transporte foram negados ainda na quinta-feira. Para a circulação de carros, o DER anunciou que as faixas exclusivas para ônibus na EPTG e EPNB foram liberadas.

Pistas bloqueadas
Manifestantes fecharam a via que dá acesso ao aeroporto

Na via que dá acesso para Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, manifestantes atearam fogo em pneus para impedir o trânsito. Por volta das 5h30 desta sexta-feira (28), de acordo com a Polícia Militar, cerca de 300 manifestantes fizeram barricadas bloqueando os dois sentidos da pista. Passageiros estão descendo dos carros e seguindo a pé para o aeroporto. A PM está no local.

Em nota, a Inframerica, concessionária responsável pela gestão do aeroporto de Brasília, informou que devido a greve geral, dos 26 voos previstos para o período de meia-noite às 06h, quatro sofreram atrasos acima de 30 minutos e dois foram cancelados.

Na BR-070, altura do Incra 8, a pista foi fechada nos dois sentidos pelos manifestantes.

Segundo informações dos Bombeiros, a Estrada Parque Núcleo Bandeirante também está bloqueada, próximo a UPA.

Na BR-020 o bloqueio foi feito em frente a Embrapa. Também a BR- 040 bloqueada por manifestantes na altura do Polo JK.

Bloqueios na região central
Desde a 0h desta sexta, os dois sentidos da Esplanada dos Ministérios estão interditados para veículos, da altura da Rodoviária do Plano Piloto até o Balão do Presidente, na avenida L4 Sul. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a medida foi adotada para garantir a segurança das pessoas que participarão dos atos.

Como alternativa aos bloqueios, os motoristas vão poder circular pelas avenidas L4 Sul e Norte, além das vias S2 e N2 – que ficam atrás dos Ministérios. Os estacionamentos dos prédios ministeriais e das vias de ligação da N1 e da S1 serão fechados.

Nesta quinta (27), o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Ministério das Relações Exteriores foram cercados por alambrados. Em nota, a Secretaria de Cultura informou que a Biblioteca Nacional, o Museu da República, o Centro Cultural Três Poderes e o Memorial dos Povos Indígenas também serão fechados em decorrência dos protestos – esses prédios ficam nas margens do Eixo Monumental.

Fonte: http://www.alagoas24horas.com.br/1055795/brasilia-amanhece-sem-metro-nesta-sexta-pistas-foram-interditadas-por-manifestantes/