Campanha para atualizar caderneta de vacinação começa hoje (19).

 

Vacinação é importante para manter a caderneta atualizada e evitar doenças (Foto: Reprodução TV Tem)
Vacinação é importante para manter a caderneta atualizada e evitar doenças (Foto: Reprodução TV Tem)

A partir desta segunda-feira (19), começa a Campanha Nacional de Atualização das Cadernetas de Vacinação. Até o dia 30 de setembro, mais de 200 postos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vão disponibilizar todas as vacinas do calendário básico da criança e do adolescente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O dia D de vacinação acontecerá no sábado (24), quando as unidades de Atenção Primária funcionarão também até as 17h. A SMS recomenda que pais e responsáveis levem aos postos a Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente, ou algum comprovante da situação das vacinas do menor. Os documentos serão avaliados pelas equipes de saúde e eventuais doses que não tenham sido feitas na época indicada serão aplicadas.

Estarão disponíveis, para crianças menores de 5 anos que precisem completar os esquemas de imunização, as vacinas: BCG, Pentavalente, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Tríplice Viral, DTP infantil, contra varicela, contra poliomielite (VIP e VOPb), contra hepatite A, contra a hepatite B, entre outras.

Também haverá aplicação da segunda dose da vacina contra influenza especificamente para crianças que receberam a primeira dose durante a campanha de maio e ainda precisem completar o esquema vacinal com a segunda dose.

Para o grupo de adolescentes de 9 e 14 anos, estarão disponíveis as seguintes vacinas: Tríplice Viral, Dupla Adulto, contra hepatite B e contra HPV; esta última específica para as meninas. A vacinação não terá meta a ser alcançada, uma vez que se trata de completar os esquemas vacinais das crianças e adolescentes que eventualmente estejam em aberto.

Devido a mudanças no esquema de vacinação contra a poliomielite, a recomendação do Ministério da Saúde para a Vacina Oral Poliomielite (VOP) será vacinar apenas as crianças que ainda não tenham completado as duas doses de reforço desta vacina. Será, portanto, uma vacinação seletiva e não generalizada para a faixa etária, como ocorria em outros anos. Trata-se de uma atualização regular do Calendário Nacional de Vacinação, uma vez que as três doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP) previstas no calendário básico e feitas na rotina dos postos já garantem a proteção. O Brasil está livre do poliovírus há 27 anos, desde 1990.

Do G1RN