Category: Educação

MEC antecipa data do Sisu e inscrições começam dia 23

Resultado de imagem para Sisu

A abertura das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi antecipada para 23 de janeiro, conforme anunciou hoje (18) o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Segundo ele, estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 e que queiram tentar uma vaga em instituições públicas de ensino superior têm entre 23 e 26 de janeiro para se inscrever.

O anúncio foi feito durante entrevista coletiva para divulgar os resultados do Enem 2017, liberados pouco antes das 12h de hoje.

O prazo inicial para registrar a nota da prova e se candidatar a uma instituição pública de ensino superior era de 29 de janeiro a 1º de fevereiro.

De acordo com o ministro da Educação, o motivo da antecipação seria apenas “saciar a ansiedade” dos candidatos.

 

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/mec-antecipa-data-do-sisu-e-inscricoes-comecam-dia-23/

Resultado do Enem 2017 será divulgado na manhã desta quinta

Caderno de provas entregue aos inscritos do Enem 2017 (Foto: Reprodução)
Caderno de provas entregue aos inscritos do Enem 2017 (Foto: Reprodução)

Do G1.Globo

Ainda segundo o Inep, devem ser divulgadas também as notas máximas e mínimas em cada prova objetiva, e detalhes sobre as notas da prova de redação.

A vista do espelho da redação, usado para fins pedagógico, não será divulgada nesta quinta.

Consulta individual pela internet

A nota do Enem 2017 só pode ser consultada individualmente. Para isso, os candidatos que fizeram o exame devem acessar a Página do Participante e incluir seu CPF e a senha cadastrada.

Entre os dias 1º e 15 de janeiro, 300 mil candidatos do Enem trocaram sua senha no sistema, segundo informou ao G1 Camilo Mussi, diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais do Inep.

Veja o passo a passo de como recuperar sua senha

Estudantes da UFRN abrem canal no YouTube para ajudar aos colegas

Ainda sem patrocínio, o estudante de Biologia, Emmanuel Davi de Souza, 18 anos, ex-aluno do Colégio dos Feras – CDF – se uniu a outros colegas com objetivo de transmitirem assuntos ligados às disciplinas que caem no ENEM. A ideia deles é compartilharem com estudantes de todo o Rio Grande do Norte, como também do Brasil, algumas formas mais coesa de como aprenderem com mais facilidade.

Emmanuel acredita que a comunicação de aluno para aluno, “com sangue no olho e cafezinho na xícara, e vem comigo”, como é uma das falas que será usadas pelo discente que se coloca a disposição dos demais colegas; como poderá chegar com mais facilidade a uma boa interpretação dos assuntos discutidos nas matérias do ENEM.

No canal do Spartacus Cursos no YouTube haverá curtas aulas de biologia, química,  física, geografia, filosofia, história, sociologia e matemática.

Os colegas de Emmanuel, assim como ele, aguardam que os estudantes do Rio Grande do Norte deixem de serem apenas alunos para se tornarem estudantes. Essa é a ideia central desses geniais alunos da UFRN.

Eles aguardam que alguém acredite em seus potenciais e comecem a patrociná-los.

Veja o convite no YouTube

 

APROVADO: Ensino religioso nas escolas passa a ser obrigatório

Foto: da Internet

A nova Base Nacional Comum Curricular foi aprovada na manhã desta sexta-feira (15) em votação pelo CNE (Conselho Nacional de Educação). O documento define o que os 35,8 milhões de estudantes das redes pública e privada do Brasil deverão aprender em cada etapa de sua vida escolar na educação básica (ensinos infantil e fundamental) nos próximos anos.

O texto deve seguir agora para a homologação do ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), quando passará a ter validade. “Com a BNCC, o Brasil se alinha aos melhores e mais qualificados sistemas educacionais do mundo, que já se organizam em torno de uma base comum”, destacou o ministro, em nota.
Municípios e Estados terão um prazo de até dois anos para implementar a base em seus currículos. Todas as escolas e redes de ensino deverão, portanto, adaptar e rever seus currículos em 2018 para iniciar a implementação da base em 2019.
Principais mudanças:
Alfabetização: crianças devem saber ler e escrever aos 7 anos; hoje, elas devem estar alfabetizadas até os 8 (ou ao fim do 3º ano do ensino fundamental)
Um dos pontos que mais causaram polêmica nas discussões sobre a última versão da base apresentada pelo MEC (Ministério da Educação) foi o ensino religioso –que, segundo a lei, é de matrícula facultativa nas escolas públicas. Incluído no documento da base como uma área do conhecimento, tal como matemática ou linguagens, ele passa a ser obrigatório nas escolas.
Em setembro deste ano, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que o ensino religioso nas escolas públicas pode ter caráter confessional, ou seja, que as aulas podem seguir os ensinamentos de uma religião específica.
Para Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, categorizar o ensino religioso como uma área no currículo é algo “extremamente preocupante”.
“Isso retira tempo da escola de trabalhar com questões mais significativas para o tripé da nossa Constituição Federal, como o preparo da pessoa para a cidadania e o mundo do trabalho. Essa é a missão da educação no Brasil”, disse Cara, que lembrou ainda o princípio da laicidade no país.
“O CNE não precisava normatizar o ensino religioso na base, poderia ter uma discussão posterior. E, ainda assim, sem implementar o ensino religioso nas escolas públicas”, ressaltou.
Fonte: http://www.rondoniaovivo.com/noticia/aprovado-ensino-religioso-nas-escolas-passa-a-ser-obrigatorio/192431

Professores conseguem novas liminares contra demissões da Estácio

Estácio
Estácio: na quinta-feira passada, a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro havia concedido um parecer similar (foto/Divulgação)

Da Exame

Professores desligados pela Estácio Participações conquistaram novas liminares que suspendem temporariamente as demissões, dias após a empresa ter derrubado medida similar na justiça.

O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ) proferiu decisão que cancela por 30 dias todas as demissões de professores pela Estácio sob pena de 400 reais diários por funcionário, informou à Reuters Fábio Conde, segundo secretário jurídico do Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio).

Procurada, a Estácio não comentou imediatamente a liminar do MPT-RJ.

Às 14:33, as ações da Estácio Participações avançavam 3,23 por cento, cotadas a 32 reais, liderando a ponta positiva do Ibovespa, que por sua vez tinha ganho de 0,43 por cento.

Na quinta-feira passada, a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro havia concedido um parecer similar que suspendia as demissões, dando um prazo de 72 horas para a companhia se manifestar, mas a Estácio conseguiu derrubar a decisão no início da semana.

O Sinpro-Rio iniciou um processo de negociação com a empresa logo após a queda da liminar para discutir a reintegração de alguns professores, critérios e homologações, revelou Conde, acrescentando que o sindicato se reunirá com a Estácio na tarde desta sexta-feira.

Segundo ele, a lista de demissões no Rio de Janeiro entregue pela empresa no começo da semana continha 287 nomes, mas há relatos de que novos cortes teriam ocorrido após a derrubada da liminar. “Hoje eles ficaram de mandar nova listagem”, afirmou.

 

Estácio derruba liminar que impedia demissão de 1.200 professores

Faculdade Estácio
A Estácio afirma que os novos profissionais serão recontratados pelo regime CLT, que prevê novas formas de contratação após a reforma trabalhista (Estácio/Divulgação)

Grupo Estácio conseguiu derrubar na Justiça a liminar que impedia ademissão de 1.200 professores. Deferida na semana passada, a liminar atendia a um pedido do Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro (Sinpro-Rio).

Na decisão, a juíza Larissa Lopes, do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT-1) determinava a suspensão das demissões até que a instituição informasse nomes dos demitidos, os termos de rescisão e quais seriam seus substitutos.

A Estácio questionou a decisão e afirmou desconhecer qualquer legislação que a obrigue apresentar a relação dos profissionais desligados.

Em nota, a Estácio informa que “promoveu uma reorganização em sua base de docentes” no fim do segundo semestre letivo. “O processo envolveu o desligamento de profissionais da área de ensino do grupo e o lançamento de um cadastro reserva de docentes para atender possíveis demandas nos próximos semestres”.

Para o Sinpro-SP, a criação de cadastro reserva indica que a Estácio fará recontratações com salários inferiores ao dos professores demitidos. O sindicato afirma que a Estácio não pode admitir isso, pois configuraria fraude trabalhista.

A Estácio afirma que os novos profissionais serão recontratados pelo regime CLT, que prevê novas formas de contratação após a reforma trabalhista – caso do contrato intermitente, que permite que a empresa pague apenas pelas horas que necessitar do funcionário.

No Facebook, alunos da Estácio criticaram as demissões. Alguns dizem que os cortes prejudicaram a realização da terceira avaliação, aplicada quando o aluno não vai bem nas duas primeiras.

 

Fonte: https://veja.abril.com.br/economia/estacio-derruba-liminar-que-impedia-demissao-de-1-200-professores/#

Enem para presos e segunda aplicação começam hoje

Detentos fazem prova do Enem - Arquivo/Agência Brasil
Detentos fazem prova do Enem – Arquivo/Agência BrasilArquivo Agência Brasil

Cerca de 32 mil pessoas privadas de liberdade farão hoje (12) e amanhã (13) as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Também será realizado hoje e amanhã o Enem para os participantes que tiveram direito a uma segunda aplicação do exame.

O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade. Os participantes com mais de 18 anos poderão utilizar o desempenho como mecanismo para acesso à educação superior. Já os menores de 18 anos, considerados “treineiros”, só poderão utilizar os seus resultados individuais para a autoavaliação de conhecimentos.

No Distrito Federal, a preparação dos presos para o Enem é focada principalmente na redação. “Observamos que os estudantes do sistema prisional têm muita dificuldade na prova de redação. Por isso, preparamos alguns aulões muito semelhantes aos que são oferecidos aos estudantes externamente, inclusive com professores que trabalham no Enem externo e têm muita experiência com a questão da redação”, explica Wagdo Silva, diretor do Centro Educacional 01 de Brasília, que é a escola responsável pela educação do sistema prisional do Distrito Federal. Os alunos também recebem materiais, como apostilas com o conteúdo para estudo.

No dia da aplicação da prova, todos os professores são convocados para ajudar na aplicação do exame. As provas são realizadas nos núcleos de ensino que ficam dentro das unidades prisionais. Os agentes penitenciários ficam do lado de fora das salas de aula fazendo a segurança. Segundo Silva, a aplicação das provas costuma ser tranquila. “Eu trabalho há 15 anos no sistema prisional como professor e nunca vi relato de um problema sequer na aplicação das provas”, diz.

Para ele, a aplicação do Enem é fundamental para os presos. “A sociedade não tem conhecimento do quanto esses exames são importantes para as pessoas que estão apenadas. É um ponto de partida para essas pessoas porque antes elas não tinham essa possibilidade. Nos últimos anos, há uma quantidade enorme de alunos que chegaram às universidades por meio do Enem”, acrescenta Silva.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mais de 197 mil pessoas presas e jovens sob medida socioeducativa já participaram do exame entre 2011 e 2016. O Enem PPL é uma iniciativa do Inep, em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça e Cidadania (Depen/MJC) e com a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Segunda aplicação

O Enem para os participantes que tiveram direito a uma segunda aplicação do exame também começa hoje. O Inep estima a participação de 3.606 inscritos, que prestarão os exames em 34 locais de 27 municípios.

Entre os motivos para a segunda aplicação estão a interrupção do fornecimento de luz, que afetou 3.574 participantes de nove locais, em Olinda (PE), Teresina (PI) e Uruaçu (GO). Outros cinco casos são de atendimentos a demandas judiciais e 27 resultam de deferimentos da Comissão de Demandas para atender a participantes que tiveram problemas diversos.

Encceja

Nos dias 19 e 20 de dezembro serão realizadas as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Encceja Nacional PPL). Segundo o Depen, mais de 74 mil presos vão prestar o exame.

 

 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2017-12/enem-para-presos-e-segunda-aplicacao-comecam-hoje

Apenas 3% das escolas do RN conseguem patamar mínimo de qualidade no Ideb

Rio Grande do Norte integra a lista dos estados brasileiros em que menos de 10% das escolas de ensino fundamental atingiram o patamar mínimo estabelecido pelo Ministério da Educação. Apenas 3% das escolas potiguares conseguiram a média 6,0 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os anos iniciais (4º ao 5º ano do ensino fundamental), cujas provas foram realizadas em 2015.

Ao todo, 10 estados tiveram menos de 10% das escolas com Ideb 6. Todos estão nas regiões Norte e Nordeste. Além do RN, estão na lista Amapá, que ainda não tem nenhuma escola dos iniciais com a nota, Sergipe (1%), Bahia (2%), Maranhão (2%), Pará (2%), Paraíba (3%), Alagoas (4%), Pernambuco (5%) e Tocantins (9%).

A meta do governo federal é de que até 2021, o Brasil atinja nota seis no índice, que mede a qualidade do ensino. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que aplica a Prova Brasil e calcula o Ideb, definiu a meta estimando que o desempenho 6 (entre 0 e 10) corresponde ao desempenho médio dos estudantes do 5º ano do fundamental da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na edição 2003 do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Gabarito oficial do Enem 2017 será divulgado na quinta-feira

Enem: Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018 (Ricardo Matsukawa/VEJA.com)

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado na próxima quinta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

 

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/gabarito-oficial-do-enem-2017-sera-divulgado-na-quinta-feira/

MP do Novo Fies prevê 310 mil vagas em 2018 e faixa com juro zero

Enem
Fies: texto aprovado também cria o Programa Especial de Regularização do Fies (Roosewelt Pinheiro/Agência Brasil)

O plenário do Senado Federal aprovou na quarta-feira a Medida Provisória 785/2017, que define novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) a partir de 2018, com oferta total de 310 mil vagas distribuídas em três faixas, informou por meio de nota o Ministério da Educação.

A primeira modalidade do chamado Novo Fies, financiada com recursos da União, consiste em 100 mil vagas a juro real zero para estudantes com renda familiar per capita mensal de até três salários mínimos.

As outras duas se destinarão a alunos com renda familiar per capita mensal de até cinco salários mínimos, tendo como fonte de financiamento os fundos constitucionais no caso da categoria 2, e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na faixa 3.

“Essa votação assegura a manutenção do Fies, atendendo os estudantes mais pobres do Brasil com juro zero para 100 mil contratos e a sustentabilidade em termos de médio e longo prazo para o programa”, disse o ministro da Educação, Mendonça Filho, em nota divulgada nesta quinta-feira. Atualmente, a taxa de juros do programa é de 6,5 por cento ao ano.

A MP aprovada no Senado, que segue para sanção presidencial, ainda compreende a criação do Fundo Garantidor do Fies (FG-Fies) para minimizar riscos, de adesão obrigatória pelas instituições de ensino participantes do programa, de acordo com o ministério.

O texto aprovado também cria o Programa Especial de Regularização do Fies, para que os alunos inadimplentes com parcelas vencidas até 30 de abril de 2017 possam fazer o pagamento quitando 20 por cento do saldo em cinco vezes e o restante em até 175 parcelas, informou o ministério em nota.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/mp-do-novo-fies-preve-310-mil-vagas-em-2018-e-faixa-com-juro-zero/

No RN, 27,6% dos inscritos faltaram ao primeiro dia do Enem 2017

Mais de 115 mil inscritos fizeram provas no primeiro dia do Enem 2017 no RN (Foto: Lamonier Araújo/Inter TV Cabugi)
Mais de 115 mil inscritos fizeram provas no primeiro dia do Enem 2017 no RN (Foto: Lamonier Araújo/Inter TV Cabugi)

O Rio Grande do Norte registrou 27,60% de ausências no primeiro dia de aplicação das provas do Enem 2017, neste domingo (5). Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Dos 159.486 inscritos no estado, 44.019 candidatos não compareceram aos locais de prova – 13% sequer consultaram o cartão de inscrição.

Com isso, um total de 115.467 fizeram as provas relativas às ciências humanas e de linguagens neste domingo, em 40 cidades potiguares. Também foi realizada a prova de redação, que teve como tema o desafio da educação para surdos. As provas começam às 13h30 (horário de Brasília, 12h30 no horário local) e os participantes tiveram 5 horas de 30 minutos para resolvê-las.

Junto com o Rio Grande do Norte, os estados do Ceará e Alagoas tiveram a mesma porcentagem de faltosos: 27,60%. A menor taxa foi do Piauí (25,30%), seguido da Paraíba (25,90%) e Santa Catarina (27,20%). No Brasil inteiro, 30,2% dos inscritos faltaram às provas neste domingo.

De acordo com o Inep, o participante isento do pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 que não compareceu às provas e não justificar essa ausência do sistema de inscrição do Enem 2018, por meio de documento legal, perderá o direito a nova isenção. A exceção é para os concluintes do Ensino Médio na rede pública, que são automaticamente isentos.

O prejuízo aos cofres públicos com a ausência de participantes foi superior a R$ 226 milhões em 2016, quando faltaram 29,19% dos candidatos. Ainda não foi estipulado o prejuízo de 2017.

As provas de matemática e ciências da natureza (física, química e biologia, por exemplo), serão aplicadas no próximo domingo (12). O Enem 2017 é o primeiro a ser aplicado em dois domingos consecutivos.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/no-rn-276-dos-inscritos-faltaram-ao-primeiro-dia-do-enem-2017.ghtml

Alvo de ação judicial, redação do Enem é sobre formação educacional de surdos

Resultado de imagem para ENEM redação

O tema da redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2017 é “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”. Ele foi divulgado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão responsável pela aplicação da prova, às 13h30 (horário de Brasília) deste domingo (5), no exato momento em que a prova teve início.

Os mais de 6,73 milhões de candidatos devem fazer um texto dissertativo-argumentativo, de até 30 linhas, que traga uma proposta de intervenção para o problema apresentado.

Hoje, além da prova de redação, os candidatos também devem responder a 90 questões de linguagens e ciências humanas. Eles terão cinco horas e meia para fazer tudo. No domingo que vem (12), será a vez de 45 perguntas de ciências da natureza e outras 45 de matemática.

 

Fonte: https://educacao.uol.com.br/noticias/2017/11/05/redacao-enem-2017.htm

Lanches serão vistoriados por fiscais durante Enem, diz MEC

Serão usados 67 mil detectores de metal durante a prova

Quem for fazer a prova do Enem neste domingo pode levar lanches, mas deve ficar preparado para os procedimentos de segurança que vão ser adotados neste domingo (5). Segundo o Ministério da Educação, os lanches vão ser vistoriados pelos fiscais, como medida de segurança.

Além disso, novas medidas de segurança vão ser adotadas nos locais de prova. Serão usados 67 mil detectores de metal durante o Enem, um para cada 100 participantes. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), esse número garante a vistoria dos participantes na entrada e na saída de todos os banheiros das 13.632 coordenações de local de aplicação. Neste ano também serão usados detectores de ponto eletrônico.

Resultado de imagem para ENEM
Foto: Internet

Também será a primeira vez que as provas vão ser personalizadas com os nomes dos candidatos. Haverá o nome e o número de inscrição no caderno de questões e no cartão de respostas. Ao receber a prova, o candidato deverá verificar se o caderno de questões e o cartão de respostas têm a mesma quantidade de itens, se o nome está correto e se não há defeito gráfico.

Neste domingo serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação. No outro domingo (12), será a vez das provas de ciências da natureza e matemática.

 

 

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lanches-serao-vistoriados-por-fiscais-durante-enem-diz-mec/

Mais da metade dos alunos do 3º ano não resolvem cálculos simples

Resultado de imagem para sala de aula
Foto: Internet

Mais da metade (54%) dos alunos do 3º ano do ensino fundamental no País não consegue resolver problemas simples de Matemática nem consegue informações em textos de literatura infantil.

Segundo o Ministério da Educação, o baixo desempenho nessa faixa etária (oito anos) reforça a necessidade de antecipar em um ano a alfabetização – proposta da pasta para a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que vai definir o que os alunos da educação básica devem aprender em cada ano.

Os dados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) 2016 foram divulgados ontem. A prova foi realizada em novembro por 2,1 milhões em 48 mil escolas públicas do País.

Maria Helena Guimarães, ministra substituta da Educação, diz que os dados mostram que o Brasil estagnou na mesma “situação de insuficiência” de dois anos atrás. Em Matemática, 54,5% das crianças tinham nível de proficiência insuficiente no ano passado. Em 2014, edição anterior da prova, eram 57%.

A avaliação classifica o conhecimento em Matemática em quatro níveis. Em dois, o desempenho é considerado insuficiente para a faixa etária. O aluno nesses níveis não consegue ler a hora no relógio analógico nem fazer adição de duas parcelas.

Em Leitura, 54,7% estão nos níveis considerados insuficientes. Já em 2014, eram 56,1%. Estes alunos não conseguem fazer tarefas como identificar informações explícitas localizadas no meio ou final de um texto.

Em Escrita, 34% dos alunos apresentaram proficiência insuficiente. Eles, por exemplo, não conseguem escrever corretamente palavras com diferentes estruturas silábicas, como lousa ou professor.

A edição de 2016 teve mudanças metodológicas nos testes de escrita, o que impossibilita a comparação dos dados com a avaliação anterior.

A média do País ainda esconde desigualdades regionais. No Norte e no Nordeste, três em cada dez estão nos patamares mais elementares de Matemática e Leitura. No Sul e no Sudeste, essa taxa não chega a 15%.

Defasagem

Para especialistas, dificuldades na alfabetização e de interpretação de texto acompanham o aluno em toda a trajetória escolar. Nos anos seguintes, a criança terá problemas para aprender outras disciplinas por falta de habilidades básicas. “Esse é o ponto que nos levou a antecipar a alfabetização para os dois anos iniciais”, diz Maria Helena.

A partir do próximo ano, a ANA será aplicada ao final do 2º ano do fundamental. A medida está sintonizada com a proposta do MEC para a BNCC de antecipar a idade em que a criança deve estar plenamente alfabetizada.

Alguns membros do Conselho Nacional de Educação, órgão responsável por analisar o documento, têm receio de que a antecipação possa aumentar a reprovação escolar.

Cisele Ortiz, especialista em educação infantil, afirma que a preocupação não é adiantar a alfabetização, mas a metodologia a ser usada em sala de aula.

“A questão principal é a da formação dos professores, porque em muitas escolas a criança ainda é obrigada a escrever dez vezes a mesma palavra e copiar cabeçalho todo dia”, diz Cisele.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/mais-da-metade-dos-alunos-do-3o-ano-nao-resolvem-calculos-simples/

Local de prova do Enem será divulgado nesta sexta; veja como recuperar senha para acessar o site

Local de prova do Enem será divulgado a partir das 10h de sexta-feira (Foto: Reprodução)
Local de prova do Enem será divulgado a partir das 10h de sexta-feira (Foto: Reprodução)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que vai divulgar nesta sexta-feira (20), a partir das 10h, o local de prova para os inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O endereço vai estar no “Cartão de Confirmação da Inscrição” na página https://enem.inep.gov.br/participante/. Para acessar o Cartão basta fornecer o número do CFP e a senha cadastrada na inscrição.

O documento informa o número de inscrição; a data, hora e local das provas; a opção de língua estrangeira escolhida e os atendimentos específicos e/ou especializados, caso tenham sido solicitados.

Não é obrigatório levar o Cartão de Confirmação no dia das provas, mas o Inep sugere que todos levem o documento para facilitar o acesso às informações de sua inscrição.

Senhas esquecidas

Participantes que esqueceram a senha cadastrada na inscrição deverão recuperá-la para conseguir acessar o Cartão de Confirmação. O Inep preparou um passo a passo na Página do Participante com orientações para três situações específicas.

A recuperação simples é para aqueles participantes que esqueceram a senha, mas lembram o e-mail cadastrado, para onde uma nova senha será enviada. Já o participante que não se lembra da senha, nem do e-mail, mas se lembra do telefone cadastrado, poderá receber a nova senha por SMS. Aquele participante que não se lembra da senha, do e-mail e do celular deverá cadastrar novos dados de contato.

PASSO A PASSO – Recuperação Simples

  1. Acesse a Página do Participante do Enem 2017.
  2. Forneça seu CPF, responda ao desafio das figuras e clique no link “Esqueci minha senha”.
  3. Uma nova tela mostrará seu CPF e alguns caracteres do e-mail cadastrado na inscrição para sua conferência. Responda novamente ao desafio das figuras e clique em “Enviar nova senha por e-mail”. Uma nova senha será enviada para o e-mail cadastrado.

PASSO A PASSO – Recuperação E-mail Esquecido

  1. Acesse a Página do Participante do Enem 2017.
  2. Forneça seu CPF, responda ao desafio das figuras e clique no link “Esqueci minha senha”.
  3. Uma nova tela mostrará seu CPF e alguns caracteres do e-mail cadastrado na inscrição para sua conferência.
  4. Se você não se lembra ou não tem acesso ao e-mail revelado, responda novamente ao desafio das figuras e clique no link “Não tenho acesso a este e-mail”.
  5. Uma nova tela mostrará seu CPF e alguns caracteres do celular cadastrado na inscrição para sua conferência.
  6. Responda novamente ao desafio das figuras e clique em “Enviar nova senha por SMS”. Uma nova senha será enviada para o telefone cadastrado.

PASSO A PASSO – Recuperação E-mail e Celular Esquecidos

  1. Acesse a Página do Participante do Enem 2017.
  2. Forneça seu CPF, responda ao desafio das figuras e clique no link “Esqueci minha senha”.
  3. Uma nova tela mostrará seu CPF e alguns caracteres do e-mail cadastrado na inscrição para sua conferência.
  4. Se você não se lembra ou não tem acesso ao e-mail revelado, responda novamente ao desafio das figuras e clique no link “Não tenho acesso a este e-mail”.
  5. Uma nova tela mostrará seu CPF e alguns caracteres do celular cadastrado na inscrição para sua conferência.
  6. Se você também não se lembra ou não tem acesso ao telefone revelado, responda novamente ao desafio das figuras e clique no link “Não tenho acesso a este telefone celular”.
  7. Por não se lembrar nem da senha, nem do e-mail, nem do celular, você precisará alterar seus dados de contato para envio de uma nova senha. Em uma nova tela, preencha os campos solicitados, responda ao desafio das figuras e clique em “Salvar novos dados de contato e enviar nova senha”.
  8. Uma mensagem de “Dados confirmados com sucesso” será exibida na tela. Uma notificação será enviada para o e-mail cadastrado na inscrição informando detalhes da alteração. Uma senha temporária será enviada para o e-mail recentemente cadastrado.

Fonte: https://g1.globo.com/educacao/enem/2017/noticia/local-de-prova-do-enem-sera-divulgado-nesta-sexta-veja-como-recuperar-senha-para-acessar-o-site.ghtml