COVID-19: Infectologista do Hospital Albert Einstein diz que no momento não deve ser recomendado o uso de máscara

aviso com pessoa usando máscara e dizeres em alemão
Em Curitiba, a indicação é que o item de proteção volte a ser usado em shoppings, lojas, supermercados, assim como no transporte coletivo / EFE/EPA/CLEMENS BILAN

Em São Paulo, a alta de diagnósticos nas escolas acende alerta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo (APEOESP), que aponta 121 casos da Covid-19 identificados nas últimas duas semanas e também pede que “promovam a retomada dos protocolos sanitários nas unidades escolares”. Mas, de fato, a retomada do uso de máscaras é recomendada pelos infectologistas? Assim como Curitiba, a capital paulista e outras cidades deveriam retomar a obrigatoriedade do item de proteção? Para responder essas dúvidas, a Jovem Pan questionou os infectologistas: está na hora de retomar o uso obrigatório de máscaras?

Na visão de Sergio Cimerman, infectologista no Instituto Emílio Ribas e médico no Hospital Albert Einstein, não é momento de retomar o uso do item de proteção em todos os ambientes. Segundo ele, antes de estipular o retorno da obrigatoriedade, é preciso analisar os dados epidemiológicos. “Em espaços abertos sou totalmente contra, mas em ambientes fechados depende do número de pessoas que estão lá. Se você estiver em grandes festas, grandes shows, você tem um certo risco de ter uma transmissão maior. Nesse momento, digo que não [deve retomar o uso de máscaras], porque não temos critérios de gravidade que justifiquem. A Covid-19 vai se comportar no mesmo perfil da influenza, então vamos sempre ter”, afirmou o médico, em entrevista à Jovem Pan.

Jovem Pan

Leave a Comment