Deputados estaduais enfatizam importância da vacina contra a COVID-19

A importância da vacinação contra a COVID-19 pautou o discurso dos deputados estaduais durante a sessão desta quarta-feira (17) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O tema dominou os pronunciamentos durante o horário dos deputados, na tentativa de conscientizar a população de que a imunização é fundamental para o país vencer o novo coronavírus.

O primeiro a levantar o tema foi o deputado estadual Vivaldo Costa (PSD), que elogiou a escolha do médico Marcelo Queiroga como novo ministro da Saúde do governo Jair Bolsonaro (sem partido). O parlamentar elogiou os primeiros discursos do novo comandante da pasta, que teria solicitado prioritariamente a união de todos os brasileiros. Além disso, “o ministro revelou acreditar na ciência, nas recomendações da OMS, na Anvisa, no uso da máscara”, completou.

Vivaldo voltou a enfatizar a importância do distanciamento social com o objetivo de evitar aglomerações e, principalmente, da campanha nacional de imunização. “O novo secretário quer união, vacina e diz o mais importante, acredita na ciência”, finalizou.

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) aproveitou a oportunidade para fazer um apelo a favor da união da sociedade diante da grave situação enfrentada pelo país. “Estamos batendo recorde de mortes, estamos chegando a quase 3 mil mortes diárias. Isso não pode ser banalizado. São pais, mães, irmãos, jovens que estão sendo acometidos pela doença e morrendo. A situação é muito grave”, alertou.

A petista disse que é “preciso acreditar na ciência, não é possível que a gente se depare com quem é negacionista. A ciência existe para isso. Não podemos confundir o nosso povo. A máscara é eficiente, distanciamento social é eficiente. Países que venceram COVID-19 foi com isolamento social”. Isolda pediu que todos os deputados se unissem em uma frente amplia na defesa das vacinas, “único jeito de vencer a pandemia”.

Em seguida, o deputado coronel Azevedo (PSC) também abordou o tema. O parlamentar destacou que o Brasil já é o 5º país que mais vacinou sua população no mundo, além de ter implementado programas considerados importantes para a população desde o ano passado. Azevedo citou, por exemplo, o auxílio emergencial – que será retomado este ano -, cerca de R$ 15 bilhões enviados para estados e municípios e “uma série de iniciativas em todos os setores sob a liderança do Governo Federal”.

Brasil tem conquistado marca de 5 pais que mais se vacinou, além de programas postos em prática. Bilhões de reais no auxílio emergencial, agora nova fase. 15 bilhões para estados e municípios e série de iniciativas em todos os setores sob a liderança do governo federal.

O líder do governo na Assembleia, deputado Francisco do PT, abordou o Mapa do Emprego do RN, elaborado pelo Sebrae, com destaque para os empregos gerados no mês de janeiro. Segundo recente levantamento do Cadastro Geral do Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, o RN registrou em janeiro um saldo positivo de 2.247 empregos gerados.

Por outro lado, Francisco demonstrou preocupação com a informação de que o setor que mais perdeu postos de trabalho foi a agropecuária. “Ano passado apresentamos proposição solicitando ao Congresso a derrubada de vetos que criava auxílio emergencial aos agricultores”, relembrou.

Empossado no mandato de deputado estadual minutos antes da sessão, Jacó Jácome (PSD) fez seu primeiro pronunciamento nesta Legislatura e agradeceu as muitas mensagens de boas-vindas. “A bíblia diz que muitos são os caminhos, mas é de Deus que vem a resposta certa. E veio. Muitos até me questionaram se são dois ou um ano. Venho dizer em público, se fosse um dia de trabalho ficaria muito honrado por servir ao meu estado, que me fez o 21º deputado mais votado. Hoje, faltando quase dois anos para o término da legislatura, vou me esforçar para trabalhar como se fossem 4 anos”, disse.

Jacó também abordou a atual situação de enfrentamento ao novo coronavírus e disse que destinará todas as emendas a que tem direito para o combate à doença. “Será destinado a Sesap/RN para aplicação imediata na compra de insumos, medicamentos, anestésicos ou respiradores. Quero fazer imediatamente e, se possível, antecipar. Farei isso por total compromisso em ajudar nessa crise da saúde pública. Não resolve o problema, mas tentarei ajudar no que for preciso”, finalizou.

Já Ubaldo Fernandes (PL) disse que a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Assembleia, da qual é presidente, realizará uma campanha de divulgação em torno das possibilidades dos contribuintes doarem de 3% a 6% dos pagamentos dos seus impostos de renda para o Fundo de Apoio a Polícia da Pessoa Idosa. A campanha vai explicar como os cidadãos podem fazer esta doação. “Fazendo isso a população não pagará valor maior de imposto, nem terá a sua restituição diminuída, apenas permitirá que parte do imposto devido seja destinado diretamente a este fundo”, disse.

Leave a Comment