Dilma e Temer passam o domingo (24) em reuniões em Brasília

dilma_e_temer

Vem aí mais uma semana agitada na política. As atenções agora se voltam para a Comissão Especial do Senado que vai analisar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.  Ela e o vice-presidente, Michel Temer, passaram o domingo (24) em Brasília.

De manhã, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, se reuniu com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio da Alvorada e saiu sem dar entrevista.

No Palácio do Jaburu, o vice, Michel Temer, recebeu um grupo da Federação das Indústrias de São Paulo. Os representantes da Fiesp ficaram mais de cinco horas com Temer. Conversaram sobre a situação econômica. Sugeriram soluções para a economia voltar a crescer, sem aumento de impostos. Paulo Skaff negou que o vice-presidente tenha falado sobre a formação da equipe ministerial dele.

O presidente da Fiesp disse que Michel Temer não é a favor de subir impostos, caso Dilma Rousseff seja afastada pelo Senado e Temer assuma a presidência.

“A solução não é aumentar impostos e esfriar ainda mais a economia.  É necessário que se tenha caminhos no sentido de reduzir despesas. Se há necessidade de uma redução pra acertar, fazer o ajuste fiscal, de despesas, de desperdícios, de falta de boa gestão, tudo isso é possível se fazer sem a necessidade de aumentar impostos”, disse o presidente da Fiesp.

Nesta segunda-feira (25), o Senado elege a Comissão Especial que vai fazer o relatório sobre a continuidade ou não do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

O senador José Serra, do PSDB de São Paulo, chegou ao Palácio do Jaburu na noite deste domingo, para um encontro com o vice-presidente Michel Temer.

Fantástico- Rede Globo