Em pauta diversificada, CCJ aprova questão de ordem sobre remanejamento orçamentário

Matéria do Governo do Estado precisa passar pela Comissão antes de ir ao plenário da Assembleia

unnamed (5)

Em meio a uma pauta bastante produtiva em função da diversidade dos assuntos dos projetos – que foram desde a criação da Escola Estadual de Condutores até a preocupação com a prevenção do colo do útero -, a Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJ), aprovou na sua reunião plenária da manhã desta terça-feira (26), uma questão de ordem a ser encaminhada ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) para que a matéria que trata do remanejamento de verbas orçamentárias pelo Governo do Estado seja analisada pela Comissão.

“A questão de ordem é para que a solicitação do remanejamento dos recursos seja discutida pela Comissão de Constituição Justiça e Redação, antes de seguir para a Comissão de Finanças e Fiscalização, para se evitar que ao chegar ao plenário da Assembleia a matéria seja considerada inconstitucional”, argumentou o deputado Carlos Augusto (PSD) que presidiu maior parte da reunião.

O questionamento sobre o encaminhamento direto para CFF foi levantado pelo deputado Kelps Lima (Solidariedade), que recebeu apoio dos outros integrantes da Comissão, deputados Gustavo Fernandes (PMDB), José Adécio (DEM), Márcia Maia (PSDB) e Carlos Augusto.

Na reunião foram analisadas 15 matérias, sendo nove aprovadas, três baixaram em diligência e outras três foram consideradas inadmissíveis pela Comissão. Entre as matérias aprovadas, para prosseguir em tramitação estão o Projeto de Lei, de autoria do deputado Ezequiel Ferreira, que cria a Escola Estadual de Condutores; o que Institui o Programa Bom Motorista, de autoria do deputado Gustavo Fernandes e o Projeto de Lei que institui a Campanha de Prevenção ao Câncer de Colo do Útero, denominada “Março Lilás”, de autoria do deputado Albert Dickson (PROS).