Estudante potiguar desenvolve aplicativo que estimula melhor percepção de ambientes em deficientes visuais

Estudante potiguar desenvolve aplicativo que estimula melhor percepção de ambientes em deficientes visuais — Foto: Alberto Medeiros

Um estudante potiguar de 19 anos desenvolveu um aplicativo que auxilia pessoas com deficiência visual a entenderam os espaços ao seu redor. O app Vida e Cor transporta para o celular áudios descritivos de ambientes por onde o usuário percorre.

Bruno Rocha é autodidata em programação desde os 10 anos de idade e criou o aplicativo sob encomenda de empresas de engenharia e arquitetura. O Vida e Cor foi lançado na atual mostra de decoração Casa Cor Natal.

“O app permite que o usuário aprecie pela primeira vez, em uma mostra de decoração, os espaços planejados. Eu sempre gostei de ajudar pessoas e acredito que essa foi uma importante contribuição social que estou tendo a oportunidade de oferecer”, comemora o estudante.

A ferramenta ainda usa a tecnologia de reconhecimento de padrões geométricos, algo recente no mundo virtual e que oferece ao visitante a interação com os ambientes, a partir da realidade aumentada. Na Casa Cor Natal a iniciativa tem chamado a atenção pela funcionalidade, já que as pessoas têm feito o download da página e acompanhado a descrição dos vários espaços expostos. A ideia é que, no futuro, o aplicativo possa ser ampliado para nortear deficientes visuais em locais abertos das cidades, como ruas e avenidas.

O jornalista e palestrante Fernando Campos, que é deficiente visual, testou o app. ““Eu já tinha visitado a Casa Cor em anos anteriores mas agora com essa facilidade eu tive a oportunidade de fazer um passeio aprofundado por cada ambiente. A ideia foi muito legal e acredito ser uma tendência para outras mostras do Brasil e do mundo”, disse.

Fonte: https://g1.globo.com