Ezequiel Ferreira recebe prefeitos de seis regiões com pleitos para Segurança

O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), recebeu prefeitos, vereadores e lideranças políticas dos municípios de praticamente todas as regiões do RN, apresentando reivindicações para promover a Segurança Pública no interior. Presente também o comandante da Polícia Militar no RN, Coronel Azevedo.

 

“Temos uma demanda recorrente na saúde e na segurança dos municípios e procuramos mediar soluções. É difícil fazer as coisas acontecerem com poucos recursos, com receitas em queda. Mas estamos dispostos a colaborar, auxiliando dentro de uma perspectiva real”, afirmou o presidente do Legislativo do RN.

 

O prefeito de Angicos, Deusdete Gomes, citou que o município sofre com o problema pontual do baixo efetivo e do deslocamento da companhia de polícia para outro município, Fernando Pedroza, desde 2012. O prefeito solicitou uma reforma urgente no prédio da companhia de polícia, que está com infiltração.

 

Representando Ceará Mirim, o presidente da Câmara Municipal, Ronaldo Venâncio, relatou a preocupação com os grandes assaltos ocorridos em municípios próximos, como Touros e João Câmara, que tiveram suas agências bancárias explodidas. Com isso, os correntistas estão se deslocando a Ceará Mirim e tanto a população, como seus representantes, temem que o município esteja na mira dos bandidos. “O índice de criminalidade é assustador, há um crescimento desordenado nesse sentido”, afirmou.

 

Outro representante do município, o vereador Irmão Carlos, relatou a necessidade do aumento do efetivo, principalmente para atender a região do Baixo Vale, que contempla oito distritos e tem cerca de 20 mil habitantes. “Estamos precisando pra ontem de reforçar o efetivo”, afirmou.

 

O problema de Pedro Velho também é idêntico à maioria dos municípios. O representante do prefeito, Edmilson Castro, chefe de gabinete, destacou a necessidade de aumentar o efetivo e de viaturas, mesmo relato que fez a vice-prefeita de Cruzeta, Isa Carneiro, que reconheceu as dificuldades dos policiais. “As dificuldades são inúmeras, até para o recebimento das diárias operacionais. Os policiais tem que ser parabenizados pelo seu trabalho e melhores condições”, disse.

 

O prefeito de Lagoa Nova, Luciano Santos, trouxe a indicação do prédio onde pode funcionar a companhia de Polícia na Serra de Santana. Além de Lagoa Nova, a população de Bodó, Cerro Corá e Tenente Laurentino serão beneficiadas com a criação da Companhia de Polícia Militar na Serra de Santana.

 

 

Em Barcelona, a reforma da delegacia, que está em condições precárias de funcionamento, foi a primeira reivindicação do prefeito, Vicente Mafra, que também destacou a necessidade do aumento de efetivo.

 

Viaturas

Os representantes dos municípios agradeceram ao presidente Ezequiel Ferreira a iniciativa da Assembleia Legislativa, apoiada por todos os parlamentares, de doar 50 viaturas e 85 ambulâncias às cidades com maiores demandas. O presidente do Legislativo explicou que o processo de licitação está em curso e que o desejo da Casa é auxiliar o Governo a minimizar os problemas da população.

 

Ao mencionar as providências na área de Segurança Pública, o Coronel Azevedo citou que várias medidas estão em curso para minimizar os problemas da população. “A situação foi agravada pela crise no sistema prisional, que consumiu muito tempo e recursos, somado à crise fiscal a nível nacional e local”, disse.

 

O comandante afirmou que apesar das dificuldades, a ação da polícia aumentou as prisões, apreensão de armas e carros roubados, mesmo com efetivo reduzido, contando com 3.200 homens, quando seriam necessários 8.500. A polícia também conseguiu reduzir em 25% os crimes contra o patrimônio.

 

Coronel Azevedo afirmou há uma expectativa de aumento do efetivo e do policiamento nas ruas, com o projeto aprovado na Casa que irá permitir a contratação emergencial de policiais da reserva remunerada.

 

Ao final da reunião, o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, afirmou que a Casa está sempre de portas abertas para acolher os pleitos dos municípios. “Queremos apoiar os municípios e estamos conversando com outros poderes para ver que auxílio pode ser possível da parte de cada um”, afirmou.

 

Assessoria