Garoto tem parada cardíaca ao comer cachorro-quente e descobre doença rara

Resultado de imagem para mordida no cachorro-quente
Foto: Internet

Um garoto de 9 anos, que não teve sua identidade revelada, sofreu uma #parada cardíaca após dar uma grande mordida em um cachorro-quente, na Turquia, porém, apesar do susto ,a história terminou bem, pois com o uso do desfibrilador o menino foi reanimado e passa bem.

Entretanto, o caso chamou a atenção dos médicos, já que o menino não possui em seu histórico familiar casos de problemas cardíacos, o que levou a primeira suspeita de que seria mais um caso de engasgamento [VIDEO], comum entre crianças.

Mas, para a surpresa dos médicos, uma alteração no resultado de um exame de eletrocardiograma realizado no menino, fez com que eles realizassem novos testes, para os quais injetaram um medicamento antiarrítmico no paciente para ver como o coração dele responderia.

E a reação, para a surpresa dos médicos, levou ao #diagnóstico da ‘#Síndrome de Brugada‘.

O diagnóstico só foi divulgado nesta quarta-feira, dia 06, pela revista Pediatrics e reproduzido pela ‘CNN’, que confirmou que o garoto não foi vítima de engasgamento como todos pensavam, mas teve a parada cardíaca porque sofre dessa doença rara.

De acordo com o estudo realizado, o pedaço de cachorro-quente ingerido estimulou o nervo vago, também conhecido como nervo pneumogástrico, que se estende da cabeça ao abdômen, e esse estímulo fez com que o coração batesse de forma anormal, causando a parada cardíaca, afirmam os médicos.

O que é a ‘Síndrome de Brugada’?

A Síndrome de Brugada é um problema do ritmo cardíaco hereditário. A doença recebeu esse nome, pois foi descoberta em 1992 pelo médico cardiologista espanhol Josep Brugada

Na síndrome, a arritmia hereditária pelos seus portadores faz com que os ventrículos batam de forma tão rápida, o que pode impedir que o sangue circule conforme deveria circular.

Considerada rara e de difícil diagnóstico, por ser uma doença recentemente identificada, é mais comum entre homens entre a idade de 20 a 60 anos, o que faz com que o caso do garoto de 9 anos seja ainda mais raro.

Entretanto, a síndrome não é algo que deva alarmar a população, pois quando ela é assintomática, muitas pessoas chegam até o fim da vida, sem nunca saber que foram portadoras da doença. Por outro lado, se na família existir casos de pessoas que morreram de repente, ou por motivo desconhecido, ou ainda se existem casos na família com diagnostico da Síndrome de Brugada, devem ficar atentos.

No garoto turco, foi implantado um desfibrilador em seu peito para prevenir futuras paradas cardíacas súbitas, e essa é a maneira mais comum de tratar as pessoas portadoras da síndrome.

 

Fonte: http://br.blastingnews.com/mundo/2017/09/garoto-tem-parada-cardiaca-ao-comer-cachorro-quente-e-descobre-doenca-rara-001987535.html