Governo abre licitação de R$ 1,75 mi em alimentação para abastecer avião de Temer

AFP / ANDRESSA ANHOLETE
(Foto: AFP / ANDRESSA ANHOLETE )
O governo federal abriu uma licitação para contratar serviços de alimentação para abastecer os aviões que transportam o presidente Michel Temer e sua comitiva. De acordo com o edital publicado no dia 19 de dezembro no Diário Oficial da União, o valor da contratação está estimado em R$ 1.748.653,20, sendo que R$ 166 mil em serviços e R$ 1.58 milhão em material. As propostas serão apresentadas no próximo dia 2 de janeiro e o contrato prevê a duração de um ano.

Entre os itens listados, o governo prevê gastar até R$ 42 mil em gelo, sendo R$ 19 mil em gelo em cubo, R$ 1.370 em gelo em cubinhos e R$ 21,6 mil em gelo seco. Há ainda a estimativa de que o governo pague até R$ 28 mil por 1.500 pacotes de papel toalha e mais R$ 10.420 por mil pacotes de guardanapos com 50 unidades. Também conta no edital a estimativa de gasto de R$ 1.740 por 600 rolos de papel higiênico.Em sorvete, o governo estima gastar mais de R$ 17 mil, sendo que R$ 7.545 em 500 unidades de sorvete tipo premium Häagen-Dazs e R$ 8.625 em sorvete sem lactose de amora e morango. Também está na lista de itens da licitação outros sorvetes com as marcas já estipuladas.

Para o café da manhã do presidente estão estipuladas 200 unidades no valor unitário de R$ 96,43, o que totaliza R$ 19.286,00. Há ainda a contratação de 200 unidades de um “breakfast quente”, por R$ 59,90, totalizando R$ 11.980. E por fim serão adquiridas 500 unidades de um café da manhã vip para a comitiva com o valor médio estimado em R$ 70,37, o que pode resultar num gasto de R$ 35.185.

Além disso, há a previsão e compra de 500 unidades de cápsula de café expresso, “com referência ristretto (ou produto similar com as mesmas dimensões)”, por R$ 18.300.

Entre os produtos que o governo terá no avião presidencial ainda está prevista a compra de 1.500 unidades de torta de chocolate com um quilo cada no valor unitário de R$ 64,65, o que dá uma estimativa de gasto de R$ 96.975.

De acordo com o edital, o julgamento das propostas será pelo critério de “menor preço global do grupo único, devendo a licitante oferecer proposta para todos os itens que o compõem”.

O texto prevê ainda que o fornecimento de lanches e refeições deverá ser realizado no Aeroporto Internacional de Brasília, de forma parcelada, conforme solicitação, que pode acontecer “em qualquer dia da semana, podendo ser durante o dia, à noite e mesmo nos finais de semana e feriados”.

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2016/12/27/interna_politica,835473/governo-abre-licitacao-de-r-1-75-mi-em-alimentacao-para-abastecer-avi.shtml