Ibovespa recua com mercado de olho em situação de Temer; dólar fecha na mínima

Resultado de imagem para Temer

Se na véspera o clima era de leve otimismo com a expectativa de que o presidente Michel Temer não será cassado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o mercado virou a mão nesta quinta-feira (8) diante das preocupações com o rumo do governo após mais escândalos atingirem Michel Temer. No exterior, uma série de eventos também deixou o mercado mais apreensivo.
O benchmark da bolsa brasileira fechou com queda de 0,66%, aos 62.755 pontos, em dia de volume financeiro de R$ 6,203 bilhões. Enquanto isso, o dólar comercial virou para queda na reta final e fechou com perdas de 0,21%, cotado a R$ 3,2652 na venda, ao passo que o contrato futuro de dólar com vencimento em junho recuou 0,18%, a R$ 3,281.
Na última quarta-feira (7), o presidente admitiu que viajou por duas vezes em um jatinho de Joesley Batista em 2011, demonstrando sua estreita relação com o empresário da JBS. Temer afirmou que “não sabia a quem pertencia a aeronave” e isso foi o estopim para que as lideranças de PT e Rede Sustentabilidade anunciarem que vão representar contra o presidente na PGR (Procuradoria Geral da República) por mentir e pelo uso da aeronave.

“O caso do uso do avião de Joesley é mais uma razão para a cassação de Temer. Vou denunciá-lo mais uma vez a PGR. Mentir é motivo para impeachment de presidente da República e deve constar na inevitável denúncia contra ele que será encaminhada a Câmara pelo STF”, afirmou Randolfe Rodrigues, líder da Rede.

Além do caso do jatinho da JBS, outro escândalo veio à tona e adicionou novas incertezas sobre a legitimidade de Temer. Em um dos desdobramentos da Operação Manus, que prendeu o ex-ministro do Turismo do governo, Henrique Eduardo Alves, a Procuradoria da República do Rio Grande do Norte apurou que uma conta do atual presidente foi utilizada para intermediar o pagamento de uma propina de R$ 500 mil da OAS para Eduardo Alves.

A soma dos fatos não agradou o PSDB, partido da base que desde da semana passada está ameaçando desembarcar do governo. Tasso Jereissati, atual presidente do partido, afirmou que este novo capítulo não foi bem recebido pelos parlamentares e que a sigla decidirá até segunda-feira (12) se irá permanecer na base. “Daqui para lá pode ter coisa nova. Estou preocupado com esse novo roteiro do TSE. Se absolver Temer e Dilma a casa cai”, finalizou.

 

Fonte:http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/6627439/ibovespa-recua-com-mercado-olho-situacao-temer-dolar-fecha-minima