IEADERN: presidente faz manobra para não apresentar contas à membro que havia solicitado na justiça

Pr. Marco Aurélio e o Pr. Martim Alves / Foto: da Internet

O Pr. Marco Aurélio foi por algumas vezes na secretaria da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte – IEADERN – solicitar uma copia das contas de 2017 que serão apresentadas hoje em Assembleia Ministerial.

Como lhe foi por vezes negada a apresentação das contas, ele demandou em juízo e recebeu uma medida liminar para que a igreja lhe apresentasse as contas.

O presidente, Pr. Martim Alves, aconselhado por sua assessoria jurídica, entre eles, presumidamente, o Pr. Reinaldo Odilo, este que é também juiz de Direito e co-pastor da sede, foi ao tribunal com recurso fazendo uma alegação infundada.

Na alegação, segundo o Pr. Marco Aurélio, diz que ele está disciplinado preventivamente, e que por isso não poderia apresentar as contas, diz também que as contas não estavam prontas e foi solicitada em cima da hora.

O Pr. Marco Aurélio e os demais pastores desconhecem essa disciplina, além do mais, qualquer membro pode fazer a reivindicação de ver as contas antes de ser apresentadas, já que o princípio da transparência é um dos pilares da honestidade e de apoio à democracia.

Tudo com escopo de conseguir uma liminar do TJRN para que as contas não fossem apresentadas ao Pr. Marco Aurélio.

O Pr. Hilotn Andrade, outro que tem uma demanda judicial contra a Diretoria da IEADERN, tem divulgado constantemente nas redes sociais, acompanhado com outros crentes, alguns da IEADERN, acusações de que o pastor presidente adquiriu uma casa com um valor acima de um milhão de reais; não sabemos se essas acusações são verdadeiras, mas como as contas da IEADERN e o salário do presidente nunca é divulgado; ademais, com o esforço usado por ele, Martim Alves, a ponto de ir ao TJRN com a finalidade de não apresentação das contas como requerida pelo pastor Marco, isso deixa dúvida que eles estejam agindo ao lado da verdade.

Este diácono, Laurivan de Sousa, divulgou por quatro anos que o espírito do anticristo havia se apoderado da direção da IEADERN, e agora, muitos pastores são perseguidos e castigados se fizerem qualquer manifestação que desagrade ao pastor Martim Alves; esses correm o risco de perderem as suas igrejas sem que haja o devido processo legal como manda o Estatuto e a Lei.

Com a palavra os senhores pastores da IEADERN.

Leave a Comment