Jacó Jácome presta homenagem à Igreja Internacional da Graça de Deus pelos 18 anos no RN

unnamed (4)

Fundada em 1980 no País, IIGD está presente em 11 países
                                                            
Numa iniciativa do deputado Jacó Jácome (PSD), a Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) recebeu homenagem na Assembleia Legislativa, na manhã desta segunda-feira (26), através de Sessão Solene.  No Brasil a igreja foi fundada pelo missionário Romildo Ribeiro Soares, mais conhecido como R.R. Soares, em 1980, no Rio de Janeiro. Atualmente conta com mais de 3 mil templos em 11 países e sede em São Paulo.

“A igreja é plano de Deus, edificada para levar as boas novas do evangelho ao mundo. Por isso, com honra, homenageamos nesta Casa Legislativa a Igreja Internacional da Graça de Deus, pelos seus 18 anos de serviços prestados em nosso Estado”, afirmou o deputado.

Jacó Jácome lembrou que a IIGD está se consolidando como uma das que mais cresce em solo potiguar. Na TV aberta, alcança 100 horas semanais de programação. Desde 1997, transmite reuniões em horário nobre. O Show da Fé está no ar desde 2003 pela Rede TV. Com conteúdo voltado para o público cristão, a igreja possui também a Rede Internacional de Televisão (RIT), fundada em 1999.

O pastor Vanderlei Duarte, líder da igreja no RN, foi homenageado e lembrou a trajetória e o empenho da comunidade evangélica para firmar e expandir a IIGD no Estado. “A nossa palavra é de resgate às famílias, de restauração e principalmente em vidas que estão à mercê da sociedade, enfrentando missões difíceis”, afirmou. Vanderlei Duarte afirmou que a missão é de resgatar famílias e restaurar vidas, principalmente as que estão em situação vulnerável.

Também presente à homenagem, o deputado federal Antônio Jácome (PTN) afirmou que os 18 anos não significam que a Igreja Internacional da Graça de Deus chegou à maioridade agora: “Ela já se instalou em solo potiguar como uma igreja conceituada, doutrinariamente definida e instrumento de propagação do evangelho genuíno e verdadeiro”, afirmou.

Assessoria