Janot faz novo pedido ao Supremo por prisão preventiva de Rocha Loures

Rodrigo Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil após combinar propina com Joesley Batista
Reprodução/Globonews Rodrigo Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil após combinar propina com Joesley Batista

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, realizou nesta quinta-feira (1º) ao Supremo Tribunal Federal (STF) um novo pedido de prisão preventiva do suplente de deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). De acordo com o jornal “O Estado de S. Paulo”, Janot pede para que o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF reveja a decisão tomada há duas semanas por acreditar que Loures perdeu a prerrogativa de foro privilegiado.

No recurso, Janot afirma que a prisão de Rocha Loures é “imprescindível para a garantia da ordem pública e da instrução criminal”. O procurador justifica que há no inquérito aberto pelo Supremo escutas telefônicas e outras provas que demonstram que Loures atuou para obstruir as investigações da Operação Lava Jato . Em sua decisão inicial, Fachin havia declarado que o suplente de deputado e ex-assessor especial do presidente Michel Temer tinha imunidade parlamentar, o que impediria a prisão.

Loures foi flagrado pela Polícia Federal recebendo uma mala com R$ 500 mil na Operação Patmos, uma investigação baseada na delação premiada da JBS. O pedido da PGR foi feito após o ex-ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR), negar a proposta de Temer para assumir o Ministério da Transparência. Serraglio retornou ao seu cargo na Câmara dos Deputados, fazendo com que Loures perdesse o foro privilegiado.

 

Fonte: Último Segundo – iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-06-01/pgr-prisao-rocha-loures.html