Jorge Viana vê ‘crise institucional gravíssima’ após afastamento de Renan

Senadores Jorge Viana (PT-AC) e Renan Calheiros (PMDB-AL) no Senado: times de futebol pedem ajuda

O Vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), avaliou na noite desta segunda-feira (5) que o país vive uma “crise institucional gravíssima” após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello afastar do comando da Casa o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) – assista no vídeo acima.
Na decisão, Marco Aurélio atendeu a um pedido da Rede Sustentabilidade. O partido argumentou que a maioria dos ministros do STF já decidiu que um réu não pode ocupar um cargo na linha sucessória da Presidência da República.

Na semana passada, Renan se tornou réu em uma ação no Supremo.

“Eu não posso e não devo ter ideia [sobre o que irá fazer na presidência do Senado]. É uma situação muito grave, é uma crise institucional gravíssima que o país está vivendo”, afirmou Jorge Viana, que comandará o Senado com o afastamento de Renan.

Logo após dar a declaração sobre a “crise institucional”, Jorge Viana afirmou que não faria mais comentários sobre a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, alegando não ter sido comunicado oficialmente sobre o asssunto.

“Nós não fomos comunicados oficialmente. Eu não também açodando comentar algo. É uma decisão muito séria do Supremo, nós temos ver como é que faz”, limitou-se a dizer o parlamentar.

Questionado, então, sobre se haverá votações no Senado nesta terça (6), Jorge Viana respondeu: “Aí, tem que perguntar para o presidente Renan”.

Ao sair da reunião com parte da bancada do PT, Viana se dirigiu à residência oficial do Senado, onde estava Renan Calheiros.

 

Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/jorge-viana-ve-crise-institucional-gravissima-com-afastamento-de-renan.ghtml