Lula perde a cabeça com Ciro Gomes porque fala contra o PT

Recentemente, Lula e Ciro Gomes voltaram a se atacar / JOÃO ALLBERT/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Enquanto não se encontra uma terceira via entre aqueles que querem fugir de Luiz Inácio da Silva e Jair Bolsonaro em 2022, o eterno candidato Ciro Gomes (PDT), como sempre, continua correndo por fora. Já que tanto se procura por uma terceira via, porque essa terceira via não pode ser ele? Pode sim. É conhecido em todo o país e, importante, não quer aliança nenhuma nem com Lula nem com Bolsonaro. Ciro Gomes já arrumou problema com seu partido, que não deseja ataques a Lula. Mas Ciro está acima de ordens assim. E tem mirado sua metralhadora exatamente contra Lula e o PT. Especialmente lembrando os esquemas do mensalão e o assalto à Petrobras, que o PT tenta a todo custo esconder e desmentir em manobras vergonhosas, daquelas só usadas por políticos desonestos por vocação. Mas o pior é que o mensalão e o assalto à Petrobras existiram de verdade, bem como as manobras que praticamente destruíram o país com tanta corrupção.

Agora Ciro Gomes está falando com mais calma, feições serenas, sem a raiva que é sua marca registrada, sendo dirigido pelo marqueteiro João Santana, o ex de Lula e Dilma Rousseff. Inocentado por uma manobra sórdida do Supremo Tribunal Federal, Lula sabe que a população não esqueceu esses escândalos, excetuando-se os alucinados de uma esquerda vagabunda que ainda tem Lula como líder. É o fim da picada. Num país civilizado, Lula estaria preso, pura e simplesmente, nem mais, nem menos. Lula, por seu lado, tentou se apresentar como um político honesto nesta nova investida para ser o presidente da República. Mas bastou Ciro começar a falar e o petista partiu para a ignorância de sempre. Aquela conversa de “volta Lula” acabou. Dentro do PT está surgindo um bode expiatório, que é a ex-presidente Dilma Rousseff. Sem dó nem piedade, os petistas dizem que a culpa toda do que aconteceu com o PT é de Dilma. Luiz Inácio da Silva, em primeiro lugar nas pesquisas, não quer briga com ninguém, mas com Ciro Gomes ele perde a cabeça. Por quê? Porque Ciro Gomes fala as verdades que o PT não quer ouvir. Resta saber se o discurso agressivo contra Lula e o PT tem fôlego para um ano de discussão política, especialmente sabendo-se que Lula está fugindo descaradamente de qualquer embate, porque já se julga eleito.

Mesmo diante das verdades mais claras aos olhos de todos em que o PT foi o protagonista na ladroagem, Lula tenta manter aquele ar de salvador do Brasil. A sordidez não tem tamanho. Mas, no fundo, o país já está acostumado com essas condutas indecentes. Está acostumado,  mas não reage. Tanto que Lula é ainda o preferido. Como a terceira via está difícil de aparecer, Ciro Gomes vai entrando nesse espaço agora assessorado pelo rei dos marqueteiros do Brasil, o João Santana, que aliás também teve participação dos projetos corruptos do PT. E enquanto Lula foge de um debate político, alguns petistas estão subindo o tom em defesa do partido. A ordem é ganhar no grito. Ciro Gomes tem criticado Lula por zombar da ideia de uma terceira via. Lula dá risada. E zomba da ideia. Ciro diz ser esta uma nova forma de negacionismo do PT e de Lula. É uma forma de negar a política e a própria democracia. Afirma que Lula está cercado de bajuladores de quinto nível. Observa que o ego de Lula não tem mais reparo. ‘Despirocou’ geral. Não mudou em nada sobre nada. Na verdade, mudou para pior, porque agora Lula acredita que o crime compensa. Ciro Gomes está disposto a continuar com suas críticas cada vez mais contundentes. Acredita que está será uma maneira de discutir publicamente as falcatruas do PT, um partido que sempre pregou uma coisa e, no poder, fez exatamente o contrário.

Jovem Pan

Leave a Comment