Monitor da Violência: polícia conclui inquérito de 4 das 64 mortes ocorridas em uma semana no RN

Foto de ototaxista foi morto após deixar festa em Mossoró em 27 de agosto de 2017 (Foto: Marcelino Neto/ O Câmera)
Foto de ototaxista foi morto após deixar festa em Mossoró em 27 de agosto de 2017 (Foto: Marcelino Neto/ O Câmera)

Das 64 mortes violentas registradas no Rio Grande do Norte no período de 21 a 27 de agosto deste ano (foram 57 casos de homicídios, um latrocínio e seis casos de suicídio), apenas 4 foram solucionadas – o que representa 6,2% dos casos. E, em apenas 5 dos 64 casos, foram registradas prisões até o momento. Os demais inquéritos estão em andamento (54) ou não foram instaurados (6).

G1 registrou, no período de 21 a 27 de agosto, todas as mortes violentas ocorridas no Brasil, incluindo casos de homicídio, latrocínio, feminicídio, morte por intervenção policial e suicídio. Agora, o portal acompanha todos esses casos. O trabalho é resultado de uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Com uma série de iniciativas que envolvem reportagem e análise de dados, o projeto se chama Monitor da Violência.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/monitor-da-violencia-dois-meses-depois-4-das-64-mortes-violentas-monitoradas-no-rn-foram-solucionadas.ghtml

Leave a Comment