MP cria força-tarefa para investigar ‘crime organizado’ no interior do RN

Promotores apreenderam vasta documentação (Foto: MP/Divulgação)
Promotores apreenderam vasta documentação (Foto: MP/Divulgação)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) criou uma força-tarefa para investigar crimes contra a administração pública na prefeitura do município de São José do Campestre, cidade distante 100 quilometros de Natal. A investigação foi criada em decorrência da Operação Demodé, deflagrada no começo de dezembro. O ex-prefeito da cidade José Borges Segundo, foi preso.

De acordo com o MP, foram encontrados milhares de documentos públicos na casa de José Borges. Durante a investigação, o ministério solicitou ao ex-prefeito as cópias integrais de todos os processos de contratação de uma empresa investigada, mas a documentação nunca foi apresentada.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério, são apurados os crimes de peculato, fraude à licitação, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

O arrombamento da Promotoria ocorrido no dia posterior à deflagração da Operação, também é investigado pelo MP. “Fato de extrema gravidade, que representa afronta direta ao Estado e à instituição Ministério Público”, segundo a assessoria de imprensa do órgão.

Fonte: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2016/12/mp-cria-forca-tarefa-para-investigar-crime-organizado-no-interior-do-rn.html