”Não há sobreviventes”, afirma governo russo sobre ocupantes do avião que caiu

Nenhuma das 92 pessoas a bordo do Tupolev, avião militar russo, que caiu no Mar Negro neste domingo, sobreviveu.

Entre elas, estavam cerca de sessenta membros do coro do Exército Vermelho, que iam celebrar o Ano Novo com as tropas russas na Síria.

Segundo o ministério da Defesa, o Tupolev Tu-154 sumiu dos radares logo após sua decolagem às 5h27 (00h27 no horário de Brasília) do aeroporto da cidade de Adler, ao sul do balneário de Sochi, no Mar Negro. Ele voaria para a base aérea de Hmeimim, perto de Latakia, no noroeste da Síria.

“A zona da catástrofe do Tu-154 foi determinada. Não há sinais de sobreviventes”, declarou o porta-voz do Exército russo, Igor Konanchenkov, durante uma coletiva de imprensa.

Ele indicou que destroços do avião foram encontrados a 1,5 quilômetro da costa, a cerca de 70 metros de profundidade, por quatro navios responsáveis pelas operações de busca, assistidos por quatro helicópteros, um avião e um drone.

O presidente russo, Vladimir Putin, expressou “suas mais profundas condolências” aos parentes das vítimas.

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2016/12/25/interna_internacional,835054/nao-ha-sobreviventes-afirma-governo-russo-sobre-queda-de-aviao.shtml