O Brasil quer Temer fora da presidência

Desde de quando assumiu o governo, ainda quando a ex-presidente Dilma Roussef era presidente, o presidente Michel Temer sofre rejeição. Deu uma de bom moço, que não fazia intervenções na questão do Impeachment da Dilma; depois de assumir definitivamente o governo passou a dizer que não interessa à simpatia, que não vai pra reeleição, que as reformas que o Brasil precisa será sua meta.

Temer vem cada vez pior em sua insistência em enviar projetos econômicos que só desagrada ao trabalhador brasileiro. Com cinismo ele diz que fala de sua aposentadoria (grande) aos 52 anos, sem se preocupar com o que quer passar a exigir dos trabalhadores brasileiros. Quase um trabalho escravo aumentando de 30 e 35 anos para 49 anos o tempo de contribuição para receber salário integral, e de 15 para 25 para receber o famigerado salário mínimo.

Se aprovado esse pacote da maldade de Temer, ele entra para história como o pior presidente que o Brasil já teve, se já não estiver qualificado neste.

Agora, que pode virar réu na Lava Jato por corrupção juntamente com seus assessores principais, Temer será rebaixado mais ainda nas próximas pesquisas.

Vejam a pesquisa divulgada pelo G1

Governo Temer tem aprovação de 10% e reprovação de 51%, diz Datafolha

Índice dos que consideram o governo regular foi de 34%. Instituto ouviu 2.828 pessoas com 16 anos ou mais nos últimos dias 7 e 8.

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada neste domingo (11) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostrou os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente da República, Michel Temer (PMDB):

– Ruim/péssimo: 51%
– Regular: 34%
– Ótimo/bom: 10%
– Não sabe/não respondeu: 5%

O levantamento do Datafolha foi realizado na quarta-feira (7) e quinta-feira (8), antes de se tornar pública a delação do ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho, que cita Temer e ministros do núcleo do governo.

O Datafolha ouviu 2.828 pessoas com 16 anos ou mais. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Em julho, a pesquisa anterior do Datafolha sobre a aprovação do governo Temer apontou que 14% o consideravam bom ou ótimo; 31% o consideravam ruim ou péssimo; e 42% avaliavam o governo como regular.

O instituto também perguntou se Temer está fazendo um governo igual, melhor ou pior que a antecessora, a ex-presidente Dilma Rousseff. Veja as respostas:

– Pior: 40%
– Igual: 34%
– Melhor: 21%
– Não sabe: 5%

Economia

A pesquisa quis saber ainda a percepção sobre a economia do país. Na pergunta sobre como vai ficar a situação econômica do Brasil num futuro próximo, as respostas foram:

– Vai se deteriorar: 41%
– Vai melhorar: 28%
– Não vai se alterar: 27%

Quando questionadas sobre a expectativa em relação à própria situação econômica de cada um, 27% dos entrevistados acham que vai piorar; 37% acham que vai melhorar; e 32% acham que vai ficar estável.

Além disso, segundo a pesquisa, 66% acham que a inflação vai aumentar; 19% apostam que ficará como está; e 11% avaliam que o índice vai cair.

Na avaliação sobre desemprego, 67% acham que o índice vai aumentar; 16% acham que vai diminuir; e 14% opinaram que o desemprego deve ficar estável.

Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/governo-temer-tem-aprovacao-de-10-e-reprovacao-de-51-diz-datafolha.ghtml