Ônibus só voltam a circular com garantia de segurança, diz sindicato

bus_2
(Foto: Carlos Lima/Inter TV Cabugi)

Os rodoviários do Rio Grande do Norte ainda não sabem se retornarão ao trabalho no domingo (31). Depois de suspenderem as atividades no início da tarde deste sábado (30) devido a novos ataques, os motoristas aguardam garantias de que terão segurança para retomar o trabalho.

O diretor do Sindicato dos Rodoviários (Sintro), Harley Davison, disse que o Governo do Estado havia garantido que haveria segurança nas ruas para que os profissionais pudessem trabalhar. Porém, novos ataques ocorreram no sábado, sendo o mais grave em Brasília Teimosa, na zona Leste de Natal, onde três ônibus foram queimados.

“Ainda estamos discutindo se retornaremos ou não. É perigoso retornar sem garantias reais. Ontem o secretário disse que poderíamos rodar, mas tiveram outros ataques. Os trabalhadores não podem arriscar as vidas”, disse Harley Davison.

Até o momento, foram registrados 35 ocorrências no Rio Grande do Norte relacionadas à reação de criminosos à instalação de bloqueadores de sinal de celular nos presídios. Delas, 30 incêndios ou tentativas de incêndio a veículos, quatro sobre disparos de armas de fogo a prédios público e uma depredação.

Tribuna do Norte