Operação combate grupo que age de dentro de prisões do RN, diz delegado

Uma arma foi apreendida durante a operação (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Uma arma foi apreendida durante a operação (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

As polícias Civil e Militar deflagaram, na manhã desta quinta-feira (22), uma operação para combater uma organização criminosa responsável por homicídios, roubos e tráfico de drogas em Caicó, no Seridó potiguar. “Esses crimes são comandados de dentro dos presídios, por presos”, afirmou o delegado regional, Ricardo Brito. 13 mandados expedidos pela Justiça foram cumpridos contra pessoas que já estão atrás das grades.

“Os criminosos estão presos no presídio Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o Pereirão, em Caicó, na Cadeia Pública deNova Cruz e no Presídio de Caraúbas”, afirmou o delegado.

Outros oito mandados de prisão e 12 de busca e apreensão foram cumpridos na cidade. Segundo o delegado, outras duas pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas e duas estão foragidas. Os alvos da operação são investigados por crimes de organização criminosa, homicídios, roubos e tráfico ilícito de entorpecentes.

A primeira fase da operação Cavaleiros do Apocalipse foi deflagrada em setembro de 2016 e as investigações começaram em julho do mesmo ano, afirmou o delegado. Na data, seis homens foram presos. O grupo é suspeito de praticar crimes sob a orientação de um homem que encontrava-se preso na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no Município de Nísia Floresta, na Grande Natal.

Pelo menos 100 policiais participam da operação. Além das prisões, uma arma, munição e drogas foram apreendidas.

Fonte: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2016/12/operacao-combate-grupo-que-age-de-dentro-de-prisoes-do-rn-diz-delegado.html