Por falta de segurança, o hospital Santa Catarina na Zona Norte, suspende atendimentos em Natal

Hospital-Santa-Catarina-Hjpb-27-06-2013-4

Servidores do Hospital Santa Catarina, o segundo maior da capital potiguar, localizado na Zona Norte de Natal, suspenderam os atendimentos na tarde desta sexta-feira (15) por falta de segurança. De acordo com o Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte(SindSaúde), apenas casos com risco de morte serão atendidos.

De acordo com um comunicado emitido pelo sindicato, a decisão dos funcionários foi tomada após uma perseguição policial com troca de tiros nas proximidades do hospital. Ainda de acordo com o sindicato, apenas os casos gravíssimos, com risco de morte, receberão atendimentos.

Os servidores fecharam a recepção e a triagem, deixando de receber novos pacientes. Uma porta também foi trancada, para isolar os servidores e pacientes. “Qualquer um vem da rua e entra aqui. Não temos como trabalhar desse jeito”, diz uma servidora do hospital que não quis se identificar.

Segundo a nota, o hospital está a dois dias sem nenhum segurança devido ao não pagamento do salário dos vigilantes. A direção do hospital entrou em contato com o comando da PM, no entanto o pedido de reforço da segurança no hospital foi negado, por falta de contingente.

De acordo com os servidores do hospital, a suspensão nos atendimentos não tem data para acabar e só será normalizado quando a segurança do hospital for restabelecida.

Walfredo Gurgel
Também motivado pela falta de segurança, a direção do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, a maior unidade de saúde do RN, decidiu suspender as visitas aos pacientes durante o fim de semana em todos os horários. De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, a unidade não tem como garantir a segurança dos profissionais e dos pacientes.