Ricardo Motta sugere prioridade de pagamento a famílias que têm Estado como única fonte de renda

Diante da crise financeira enfrentada pelo Rio Grande do Norte e da ausência de data fixa para pagamento de servidores públicos estaduais que recebem a partir de R$ 4 mil, o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) apresentou requerimento sugerindo à Secretaria Estadual da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH) antecipar o pagamento de um dos cônjuges membros de famílias que possuem como única fonte de renda o Executivo Estadual.

“A sugestão tem como objetivo assegurar as condições mínimas para a manutenção das despesas das famílias nas quais a única fonte de renda seja oriunda do Governo do Estado, nos casos em que ambos os cônjuges percebam acima de R$ 4 mil, e que têm, ao longo dos últimos meses, sido os últimos a serem pagos por esta Secretaria, na medida do recebimento de recursos pelo Executivo”, argumenta Ricardo Motta.

O requerimento dirigido ao titular da SEARH, Cristiano Feitosa Mendes, foi lido e aprovado na sessão plenária desta terça-feira (07), e sugere a concessão de prioridade de pagamento a um dos cônjuges servidores públicos efetivos do Governo do Estado, ativo ou inativo, nos casos nos quais a renda do casal seja oriunda exclusivamente do Executivo e que ambos percebam mais do que R$ 4 mil, podendo optar por um dos servidores para recebimento em data anterior à prevista pelo cronograma financeiro de pagamento da referida pasta normalmente designada para os referidos trabalhadores.

Leave a Comment