Servidores da ALRN identificam processos estratégicos da Casa Legislativa

A equipe da Assessoria de Planejamento Estratégico da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte iniciou nesta terça-feira (11), através da Escola da Assembleia, por meio do aplicativo Zoom, a Oficina Técnica “Cadeia de Valor e Arquitetura de Processos”. Outro encontro está agendado para 27 de agosto, das 8h às 12h, dando continuidade ao conjunto de iniciativas estratégicas previstas no instrumento de gestão denominado de “Horizonte 2023”, que traçou metas de implementação de novos mecanismos de gestão e governança para os próximos anos.
 
A oficina tem por finalidade a construção da Cadeira de Valor e da Arquitetura de Processos da ALRN, capacitando os servidores para identificar os processos de negócios da organização, suas interações e contribuição para o atendimento dos objetivos estratégicos da Casa Legislativa, sendo ministrada pela consultora Paulinéa Araújo, servidora da Justiça Eleitoral, graduada em Administração e Direito e especialista em Gerenciamento de Projetos, Gestão de Processos e Gestão Pública.
 
Tendo uma articulação entre teoria e prática ao longo da oficina, serão detalhados os conceitos de Governança e Gestão, tendo como cenário uma sociedade cada vez mais exigente, fiscalizações dos órgãos de controle, limitações orçamentárias crescentes, déficit de pessoal no setor público, conhecimento insuficiente sobre governança x gestão, alocação de servidores sem critérios objetivos e conhecimento acumulado “na cabeça das pessoas”.
 
Para a diretora administrativa e financeira da ALRN, Dulcinéa Brandão, urge mapear as ações de governança e gestão na Casa Legislativa; para tanto, cada gestor das unidades será um multiplicador das ferramentas e metodologias aprendidas durante a oficina visando a execução do plano “Horizonte 2023 da ALRN”.  Com a denominação de “Horizonte 2023 da ALRN”, o plano estratégico contempla a definição da visão de futuro até 2023 e dos macrodesafios (objetivos estratégicos) que nortearão as ações da Assembleia Legislativa no próximo quadriênio.
 
O plano elaborado teve como base o levantamento dos cenários interno e externo e definição dos principias problemas identificados ao longo da elaboração do documento, com metas para serem alcançadas nos próximos quatro anos. Compõem o documento 68 iniciativas estratégicas, 28 indicadores e metas, 18 iniciativas específicas e 1 Projeto Institucional.

Leave a Comment