STF ordena investigação das planilhas de doação da Odebrecht

size_810_16_9_teori

Por Daniela Barbosa-Exame.com

São Paulo – Teori Zavaschi, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF),  ordenou que a Procuradoria Geral da República (PGR) investigue as planilhas da Odebrecht em aparecem os nomes de mais de 200 políticos. As informações são da Folha de S. Paulo, deste sábado.

Revelada na 23ª fase da Lava Jato em um imóvel do executivo da Benedicto Barbosa Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura , os documentos revelam pagamentos da empreiteira Odebrecht para diversos políticos.

A lista possui nomes de políticos de diversos partidos, como os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), José Serra (PSDB-SP), Renan Calheiros (PMDB-AL) e Lindbergh Farias (PT-RJ).

Eduardo Cunha, presidente da Câmara, também aparece no documento com o codinome “carangueijo”,  José Sarney, do PMDB, é citado como “escritor” pelos executivos da Odebrecht.

Os prefeitos do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), e de São Paulo, Fernando Haddad (PT) também são citados.