Superação de divergências políticas marca solenidade de centenário de São José do Seridó

Foto: Ney Douglas

Cem anos após sua fundação, ocorrida em 4 de novembro de 1917, o município de São José do Seridó celebrou na noite dessa sexta-feira (3), em sessão solene da Assembleia Legislativa, seu centenário, homenageando quem contribuiu para a construção da cidade e olhando para os desafios do futuro.

“É um orgulho tremendo ver aqui nesta plateia quem ajudou a construir São José do Seridó em diversas áreas, como desenvolvimento social, agricultura, gastronomia, saúde, política. Mas, orgulha-nos a todos, acima de qualquer coisa, vermos superados entreveros do passado, pois aqui se encontram aqueles que deixaram no passado a disputa política”, registrou o propositor da solenidade, deputado Nelter Queiroz.

Com pouco mais de 4.500 habitantes, São José do Seridó remonta a 4 de novembro de 1917, quando foi criado o povoado que, tendo sido elevado a distrito em 1938, se emancipou politicamente em 1962. Com a expansão de sua atividade industrial, graças às facções têxteis, o município consegue gerar emprego, renda e tributos que voltam à comunidade, condição que faz a cidade frequentar o topo dos rankings de desenvolvimento humano.

“Somos referência em todo o Estado. Todo prefeito do Rio Grande do Norte sente certa inveja. Aqui temos emprego e renda. Temos um dos melhores indicadores sociais do Estado. É muito bom ainda vermos que divergências políticas foram superadas e estamos todos de mãos dadas pela cidade”, celebrou o ex-prefeito Jakson Dantas, que foi um dos 30 homenageados da noite.

Atual prefeita da cidade, Maria Dalva, registrou que os índices alcançados por São José do Seridó só foram possíveis em razão da união. “As ideias que se opunham se agregaram com o propósito da melhoria de todos”.

As homenagens devem prosseguir neste sábado (4) com programação religiosa e social.

Leave a Comment