Temer manda pacote da perversidade contra trabalhador para o congresso

Michel Temer áudio vaza impeachment
O vice-presidente Michel Temer (Imagem: Murillo Constantino)

O presidente Michel Temer mandou hoje, 06, o pacote da perversidade contra a Previdência Social – INSS- para a aprovação no congresso. No pacote a exigências são descabidas, onde se exige um tempo mínimo de contribuição de 49 anos, para se aposentar aos 65 anos, e receber o salário integral, ou o teto máximo que é menos de R$ 6 mil reais. Isso valendo para homens  e mulheres.

Nestas medidas, o trabalhador terá que começar a contribuir ainda aos 16 anos que somando aos 49 anos que Temer quer, vai dá igual aos 65 anos.

O tempo mínimo de contribuição que hoje é de 15 anos, passará para 25 anos. Neste caso o trabalhador terá que se contentar com um salário mínimo.

As pensões por morte é de 50% do salário do falecido, mais 10% por cada membro da família.

O Brasil disse fora PT, fora Dilma.

Agora terá que dizer fora Temer, fora Renan, fora PMDB!

O povo brasileiro não pode engolir calado esse pacote da maldade sem se manifestar.

Em 2018, precisamos votar contra cada deputado federal e senador que aprovar e apoiar esse pacote da perversidade contra os brasileiros.