Toffoli favorece a Renan Calheiros com voto secreto no sanado

O ministro Dias Toffoli, presidente do STF — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
O ministro Dias Toffoli, presidente do STF — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu nesta quarta-feira (9) manter votação secreta para a eleição da Mesa do Senado.

Com isso, Toffoli derrubou a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que em dezembro determinou votação aberta na eleição, marcada para o início de fevereiro.

Mais cedo, nesta quarta (9), Toffoli rejeitou um pedido do deputado eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) para que a votação para o comando da Câmara fosse aberta.

Com essa medida o presidente do STF colabora com o senador Renan Calheiros que é candidato a presidente do senado. Renan articulou a liberação a favor de Dilma (PT) para que ela pudesse ser candidata em 2018.

Se o voto para presidente for aberto há possibilidade de Renan perder a eleição no senado. O povo brasileiro não quer Renan na presidência. Mas sendo secreto, os senadores que são a favor da corrupção não serão expostos ao Brasil.

G1

Leave a Comment