Um número recorde de países assina acordo do clima na ONU

John Kerry assina acordo com sua neta: "Nunca antes tantos países assinaram um acordo internacional em um único dia"
John Kerry assina acordo com sua neta: “Nunca antes tantos países assinaram um acordo internacional em um único dia”

Exame – Um número recorde de países, incluindo Estados Unidos e China, os maiores poluidores do mundo, assinaram nesta sexta-feira na ONU o histórico acordo para desacelerar o aquecimento global, negociado em dezembro passado em Paris.

Simbolicamente, o presidente francês, François Hollande, foi o primeiro a assinar o acordo, entre os 175 países que já assinaram.

“Nunca antes tantos países assinaram um acordo internacional em um único dia”, comemorou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, saudando um “momento histórico”.

China e Estados Unidos estiveram representados, respectivamente, pelo vice-premiê Zhang Gaoli e o secretário de Estado americano John Kerry. Este último assinou o acordo com sua neta em seus braços e foi muito aplaudido.

Os signatários desta sexta-feira representam mais de 93% das emissões de gases do efeito estufa, responsáveis ​​pelo aquecimento global, de acordo com a ONG World Resources Institute.

“Já no ano passado, os investimentos em energias renováveis registraram uma alta histórica, quase 330 bilhões de dólares. E espera-se investimentos de trilhões de dólares até o final do século”, declarou Kerry nesta sexta-feira.

A assinatura é apenas o primeiro passo. O acordo entrará em vigor apenas quando 55 países responsáveis ​​por pelo menos 55% das emissões de gases do efeito estufa o ratificarem.