Vivaldo Costa sugere retomada de projeto que prevê cobrança proporcional na tarifa de água

Na Sessão Plenária híbrida desta quinta-feira (5), no horário destinado aos deputados, Vivaldo Costa (PSD) se pronunciou a respeito da seca pela qual passa todo o Estado do Rio Grande do Norte e propôs a retomada de um projeto que está arquivado na Caern, através do qual a cobrança se dá proporcionalmente e por faixas de consumo, com isenção dos cidadãos mais humildes.

“Eu quero falar hoje sobre a seca que assola todo o RN, com ligeiras exceções. Temos seca braba na Região do Trairi, no Agreste, Mato Grande e até no Litoral. Natal, por exemplo, tem média de chuva de dois mil milímetros (2.000 mm) por ano. E nós estamos com 640 milímetros. Então, é uma grande seca. Além disso, a Lagoa do Bonfim e outras que se comunicam com ela estão com menos da metade de sua capacidade”, detalhou o parlamentar.

Vivaldo Costa continuou sua fala, informando que a governadora tomou a decisão de perfurar poços e levar água para todo o Estado. Na sequência, Vivaldo Costa ressaltou um estudo técnico realizado em gestão anterior da Caern, com o objetivo de proteger as pessoas mais pobres sem penalizar os mais ricos. 

“Quando o Dr. Jaime foi o presidente da Companhia, ele fez esse projeto em que o reajuste vai sendo feito de acordo com o consumo dos usuários, porém os mais pobres são totalmente isentos. E à medida que o consumo aumenta, a pessoa vai pagando mais”, explicou.

Por fim, o deputado ressaltou que o projeto está arquivado na Companhia, e que seria interessante a governadora Fátima e o atual presidente, Roberto Linhares, pensarem em analisá-lo. 

“Seria muito importante voltar a estudar e colocar em prática essas medidas, para que as pessoas mais pobres fiquem isentas de pagar taxas da Caern e que se cobre mais dos que utilizam mais. Seria uma maneira inclusive de incentivar o racionamento da água”, concluiu.

Leave a Comment