Vivaldo faz apelo para que Saúde no RN seja prioridade

unnamed (31)

Parlamentar disse que soluções para problemas de filas e superlotação precisam ser mais ágeis

Citando como exemplo o aparelho de tomógrafo do Hospital Walfredo Gurgel, que se encontra quebrado, o deputado Vivaldo Costa (PROS) fez um apelo para que a saúde pública no RN tenha soluções mais rápidas no tocante a este e outros problemas. O parlamentar citou ainda o caso do pronto-socorro de hospitais que estão com grandes demandas, principalmente no tocante às urgências e emergências causadas pela dengue, chikungunya e zyka vírus.

“Estou fazendo um apelo para que a Saúde do nosso Estado melhore e sugiro que o secretário Ricardo Lagreca consiga recursos para o interior, a fim de melhorar o atendimento da população que está morrendo por falta de assistência digna. Nosso secretário é um homem respeitado, fez uma grande gestão no Hospital Onofre Lopes, mas é preciso rapidez nesse momento porque muitas pessoas estão morrendo por falta de assistência”, afirmou o deputado.

O parlamentar mencionou os maiores municípios do Seridó – Caicó e Currais Novos – que estão com grandes demandas no pronto-socorro e sugeriu que a ampliação do espaço físico dessas unidades de saúde possa ser feita de forma alternativa, utilizando-se contêineres e outras. “Em Caicó são atendidas cerca de 500 pessoas por dia e quem chega pela manhã só consegue ser atendido à noite”, disse Vivaldo Costa.

Em aparte, os deputados Hermano Morais (PMDB), Nelter Queiroz (PMDB) e Kelps Lima (Solidariedade) endossaram esta preocupação. Para Hermano, a situação é grave tanto na capital quanto no interior. A falta de recursos foi citada por Nelter Queroz: “A situação é muito delicada. O secretário Ricardo Lagreca competente e está mostrando o maior interesse em melhorar a saúde pública, mas me parece que a situação é falta de dinheiro”, afirmou. Kelps Lima criticou o Governo Estadual e afirmou que os problemas se agravam pela falta de propostas e planejamento. “A saúde não tem solução fácil, exige recursos e uma equipe qualificada e o secretário não é autor dos problemas”, afirmou.

Assessoria